Rondônia - 11 de dezembro de 2018
Home / Notícias / Famosos e Variedades / Escola pede que pais proíbam filhos de assistirem ao canal de Felipe Neto

Escola pede que pais proíbam filhos de assistirem ao canal de Felipe Neto

Uma polêmica curiosa e inusitada está circulando nas redes sociais e envolve o nome do youtuber Felipe Neto. Tudo começou quando uma instituição de ensino particular do Distrito Federal enviou um bilhete às famílias dos estudantes.

No recado, a escola pede aos pais que proíbam as crianças de assistirem aos vídeos do youtuber, que tem mais de 25 milhões de pessoas inscritas em seu canal.

No bilhete, a escola classifica Felipe como um “fenômeno da internet”, mas acredita que ele aborda temas muito polêmicos que podem influenciar de maneira negativa no comportamento das crianças.

“Senhores pais e responsáveis, o ator, comediante e youtuber Felipe Neto virou um dos fenômenos da internet. Possui mais de 20 milhões de seguidores e trata de diversos temas, alguns bastante agressivos. Estamos enfrentando realidades trágicas, devido ao uso desequilibrado de videogames e aos encantamentos provocados pelos youtubers, nos mundos virtuais, dos jogos eletrônicos, da idolatria em torno dos famosos da tecnologia, embora sem nenhum conteúdo”, diz a escola.

Confira o bilhete:

felipe neto é verdade esse bilete

Veículos de imprensa de Brasília entraram em contato com a escola e obtiveram a confirmação da veracidade do recado. A coordenadora pedagógica do Centro Educacional Delta, Lisane Pereira, confirmou que o bilhete foi enviado aos pais de todos os alunos da educação infantil.

“Recebemos aqui [na escola] muitos pais angustiados, sem saber o que fazer para mudar o mau comportamento dos filhos. Muitos ficam horas buscando distração na internet, trocam o dia pela noite e não rendem na escola. Algumas crianças com histórico exemplar se tornaram agressivas por acharem bonitas as atitudes desses tipos de influenciadores. E é preocupante ver isso ocorrer com crianças pequenas, pois é muito mais difícil controlá-las depois”, lamentou Lisane.

Veja também: Creme dental? Youtubers dão dicas bizarras para aumentar e deixar os seios firmes

Via assessoria de imprensa, o youtuber se manifestou sobre o assunto e afirmou que seus advogados estão estudando a situação para verificar se cabe processo judicial. Confira:

A assessoria de Felipe Neto esclarece que o caso será tratado pelo setor jurídico. Por tratar-se de uma inverdade utilizando o nome do artista, o caso será julgado pelas pessoas competentes e cabíveis. Felipe Neto reitera seu compromisso com o conteúdo livre para todas as idades, sem palavrões, piadas de teor sexual, reafirmando sempre o compromisso de não atrapalhar a educação dos jovens, cuja responsabilidade é de seus pais e responsáveis. O youtuber também utiliza seu canal para promover mensagens de aceitação, igualdade, fim do machismo e homofobia, além de reforçar a importância da família. Este continuará sendo seu compromisso, como profissional e ser humano.”

Mais cedo, Felipe também tinha usado seu Instagram para tirar sarro da situação. Ele compartilhou a foto do bilhete e legendou “Faltou a escola escrever ‘É VERDADE ESSE BILETE’”, aludindo a um caso recente que acabou virando meme nas redes sociais. Entretanto, ele apagou a publicação e substituiu pela nota oficial da assessoria.

Na internet, o assunto repercutiu e os internautas estão debatendo o assunto com opiniões divididas. Algumas pessoas concordam com a atitude da escola, enquanto outras defendem o youtuber.

Novo vídeo de Felipe Neto causa polêmica e repercute nas redes sociais