Rondônia - 15 de dezembro de 2018
Home / Notícias / Política / Aprovada indicação de embaixador do Brasil no Malaui

Aprovada indicação de embaixador do Brasil no Malaui

Foi aprovada em Plenário nesta quarta-feira (10) a indicação do diplomata Artur José Saraiva de Oliveira para o cargo de Embaixador do Brasil na República do Malaui. A nomeação (MSF 38/2018) recebeu 41 votos favoráveis, nenhum voto contrário e duas abstenções.

Artur de Oliveira é baiano, licenciado em Letras, Português-Inglês e ingressou na carreira diplomática em 1996. Entre as funções desempenhadas na chancelaria destacam-se as de chefe da Divisão da África 1, e encarregado de Negócios na Embaixada do Brasil em Lomé, capital do Togo. Também serviu em La Paz (2001-2004), em Miami (2004-2008) e em Assunção (2008-2011). Desde 2016 passou a exercer funções na Divisão da África Central e Ocidental (Diaco).

Em sua sabatina na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) no início de junho, o diplomata disse ser promissor o fortalecimento de vínculos na área da agricultura com o Malaui. Segundo ele, há possibilidades de incremento da exportação de sementes e manufaturados a partir de contratos de cooperação celebrados com o governo do pais.

Oliveira afirmou que o Malaui é relevante para o Brasil, pois trata-se de um caso raro em que investimentos provenientes de nosso país superam os da China. Isto ocorre graças à empresa Vale, que já investiu mais de US$ 1 bilhão na exploração mineral do território malaui.

Malaui

A República do Malaui é um país situado na porção meridional dos Grandes Lagos da África. O país é presidencialista, com população de 19 milhões de pessoas, distribuídas em uma área de 118.484 km².

As relações bilaterais entre o Brasil e o Malaui estão ainda em estágio inicial. A Embaixada do Malaui em Brasília foi aberta em 2010 e a do Brasil na capital, Lilongwe, data de 2013.

A Vale ainda é a única empresa brasileira com registro de atividades no país, com investimento total que ultrapassa US$ 1 bilhão, equivalente a cerca de um sexto do PIB daquele país.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)