Rondônia - 12 de dezembro de 2018
Home / Notícias / Política / Comissão sabatina indicados para a Agência Nacional de Mineração

Comissão sabatina indicados para a Agência Nacional de Mineração

Em reunião na terça-feira (16), a Comissão de Serviços e Infraestrutura (CI) sabatina dois indicados para a Agência Nacional de Mineração (ANM) e em seguida analisa projetos de lei que visam incentivar a geração de energia elétrica. A reunião tem início às 9h na sala 13 da ala Alexandre Costa.

Eduardo Araújo de Souza Leão e Tomás Antônio Albuquerque de Paula Pessoa Filho são os indicados para os cargos na ANM, com mandato de quatro e dois anos, respectivamente. As indicações são relatadas pelos senadores Eduardo Braga (MDB-AM) e Valdir Raupp (MDB-RO), que ainda não apresentaram suas conclusões.

Souza Leão exerce atualmente o cargo de assessor na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia do Pará, depois de ter sido titular da pasta. Mestre em geologia, com pós-graduações em gestão empresarial, gestão de recursos hídricos e gestão ambiental industrial, também já atuou como gerente de meio ambiente da mineradora Vale, e ainda como gerente de meio ambiente e agricultura familiar da Biopalma da Amazônia.

Advogado especialista em direito empresarial, Pessoa Filho foi deputado estadual pelo Ceará, de 2007 a 2011. Ex-assessor do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) do Ceará e ex-consultor jurídico da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará, compôs ainda a Comissão Especial de Mediação e Arbitragem da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no estado.

Energia

Na mesma reunião deverá ser analisado o Projeto de Lei do Senado (PLS) 705/2015, do senador Otto Alencar (PSD-BA), que exclui da obrigatoriedade de manter reserva legal as áreas nas quais funcionem empreendimentos de geração de energia elétrica de fonte eólica ou solar. O projeto é relatado pelo senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), favorável à aprovação.

Outro item na pauta da comissão é o PLS 107/2017, que inclui no ambiente de contratação regulada a energia elétrica contratada de empreendimentos com geração a partir de mais de um tipo de fonte renovável. Do senador Hélio José (Pros-DF), o texto, já aprovado pela CMA, será analisado em caráter terminativo na comissão, onde é relatado pelo senador Roberto Muniz (PP-BA), favorável à proposição.

A comissão deverá analisar ainda, em caráter terminativo, o substitutivo do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) ao PLS 209/2015, do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), que prevê o pagamento de multa aos usuários pelas concessionarias de energia elétrica no caso de interrupção do fornecimento. A proposta já foi aprovada na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)