Rondônia - 22 de outubro de 2018
Home / Notícias / Esportes / Corinthians / Jair nega que Corinthians jogou ‘por uma bola’ e admite dificuldade ofensiva contra Cruzeiro

Jair nega que Corinthians jogou ‘por uma bola’ e admite dificuldade ofensiva contra Cruzeiro

240
visualizações

8 comentários


Comunicar erro

Jair Ventura analisou a derrota de 1 a 0 do Corinthians contra Cruzeiro

Jair Ventura analisou a derrota de 1 a 0 do Corinthians contra Cruzeiro

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

A final da Copa do Brasil começou com derrota para o Corinthians, nesta terça-feira. A equipe de Jair Ventura foi superada pelo Cruzeiro por 1 a 0, no estádio do Mineirão, pelo jogo de ida da decisão. Na partida, se destacou a pouca ofensividade e aposta da zaga em não levar um gol fora de casa. A estratégia foi defendida pelo treinador, que negou que o Timão “jogou por uma bola” em Belo Horizonte.

“Finalizamos pouco. Mas o Corinthians não jogou por uma bola, tivemos bola, mas com dificuldade de criar. São coisas distintas: uma coisa é não querer a bola. Nós tivemos, mas sofremos em efetividade. Fica claro isso? Uma coisa é ter dificuldade de criar, a outra é não querer a bola. Mas tem o jogo da volta…”, disse Jair Ventura, já pensando na finalíssima do torneio nacional.

Ainda sobre o assunto, o técnico do Timão admitiu que o elenco tem tido um desempenho abaixo do esperado no chute ao gol. No Campeonato Brasileiro, por exemplo, a equipe é uma das que menos finaliza nesta temporada. O problema, segundo Jair Ventura, tem solução.

“A gente trabalha bastante, sabe que no Brasileiro somos uma das equipes que menos finaliza, isso não é de agora, estamos trabalhando para melhorar. Quando cheguei, falei que não poderia chegar e falar ‘sair fulano ou ciclano’. Assumi essa responsabilidade, estou trabalhando para melhorar e mesmo com essas dificuldades estamos numa final. É levantar a cabeça, estamos super vivo, isso tem que ficar super claro. Quem já jogou contra o Corinthians na nossa casa sabe da nossa força jogando com a nossa torcida”, completou.

Leia também:Cássio faz ‘milagre’ e é eleito craque do Corinthians; veja avaliações da primeira final Análise: Corinthians tem atuação fraquíssima e sequer ameaça Cruzeiro em primeira final Alívio, bronca, otimismo… Fiel repercute revés do Corinthians e já projeta decisão na Arena

A derrota desta quarta-feira, mesmo não sendo o que a equipe esperava, não abalou a confiança de Jair no título do Corinthians. O grau de dificuldade de um resultado fora de casa e a qualidade do adversário foram levados em conta pelo treinador, que garantiu que a equipe alvinegra segue viva no caminho até a taça.

“Foi um jogo muito difícil. Sabemos da dificuldade de jogar contra o Cruzeiro e também da nossa força em casa. Saímos com a desvantagem mínima, não é o que queríamos, queríamos um resultado melhor. Mas sabemos da nossa força em casa também. Saímos super vivos, tristes, mas super vivos. Na nossa casa conseguimos a vitória contra o Flamengo, vamos fazer de tudo para conseguir a vitória novamente”, projetou.

Com o resultado em Minas Gerias, o Corinthians precisa de uma vitória por ao menos dois gols de diferença para evitar uma disputa de pênaltis no jogo de volta. Um empate, dá o título para o Cruzeiro. As equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Arena em Itaquera.

“O Cruzeiro tem a vantagem, se eu tivesse estaria feliz. Sabemos como a equipe do Mano se porta fora de casa. As melhores oportunidades do Cruzeiro foram em transição. A gente se preocupou em fechar o corredor central. Como fechamos bem, acabamos criando essas chances em cruzamento. É cobertor curto, protege um lado e deixa o outro vazio”, encerrou.

Veja mais em:
Jair Ventura e Copa do Brasil.