Rondônia - 16 de novembro de 2018
Home / Notícias / Esportes / Corinthians / Jair espera que Corinthians repita desempenho da semifinal em decisão contra o Cruzeiro

Jair espera que Corinthians repita desempenho da semifinal em decisão contra o Cruzeiro

120
visualizações

7 comentários


Comunicar erro

Jair quer Corinthians parecido com o que se classificou à final, no fim do mês passado

Jair quer Corinthians parecido com o que se classificou à final, no fim do mês passado

Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

A situação do Corinthians mudou completamente nos últimos dias. Depois de entrar em uma espécie de lua de mel com a torcida por eliminar o Flamengo e ir à final da Copa do Brasil, Jair Ventura viu seu time cair de rendimento e chegar pressionado ao segundo jogo da decisão.

Sem vencer desde o embate contra os cariocas, o técnico espera repetir o desempenho que deu a classificação nas semifinais do torneio.

A tendência é que a gente consiga fazer um jogo como fizemos contra o Flamengo, que a gente possa fazer os dois gols, não sofrer o que sofremos e comemorar o título com a nossa torcida“, projetou, em entrevista ao SporTV nesta segunda-feira.

Leia também:Com Romero e Léo Santos, Corinthians divulga relacionados para final; concentração é antecipada Torcida do Corinthians esgota ingressos para treino aberto antes da final na Copa do Brasil Mistérios de Jair, decisão e confronto direto no Brasileiro: Corinthians vive semana decisiva

Para conquistar o título, vale lembrar, a equipe alvinegra precisa reverter a desvantagem da ida, quando perdeu para o Cruzeiro por 1 a 0. Para isso, tem de vencer por dois gols de vantagem – um triunfo simples leva a decisão para os pênaltis. Apesar da necessidade de ir as redes, Jair imagina que a decisão em Itaquera, nesta quarta-feira, às 21h45, tenha poucos tentos.

A gente sabe que uma final, como a Copa do Brasil, é de poucas oportunidades, os times se respeitam. É como em Copa do Mundo ali nas finais, não tem uma grande goleada, só teve em 1970 (Brasil 4 a 1 contra a Itália)”, argumentou.

São jogos em que o erro é fatal, fica marcado para toda a história. As equipes arriscam pouco para não errar, é sem placares elásticos. A história mostra isso“, completou.

Alem do respeito destacado por Jair, outro o Timão terá de superar outro obstáculo para marcar: a péssima fase de seu ataque: já são 381 minutos sem balançar as redes adversárias – o último gol foi justamente de Pedrinho, na semifinal da Copa do Brasil.

Veja mais em:
Jair Ventura e Copa do Brasil.