Rondônia - 16 de novembro de 2018
Home / Notícias / Nordeste / Maranhão / Servidores da Sectur aprovam realização do curso de prevenção e combate a incêndio – Maranhão

Servidores da Sectur aprovam realização do curso de prevenção e combate a incêndio – Maranhão

imagem16-10-2018-02-10-26

Durante três semanas, servidores dos mais de 30 equipamentos culturais vinculados a Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur) participaram do curso de brigadista, promovido pela Sectur, em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar (CBMMA). Os 70 servidores capacitados comemoraram a realização do treinamento e avaliaram como positiva tanto a parte teórica como a prática.

O secretário de Cultura e Turismo, Diego Galdino, destacou a importância da formação para a segurança no trabalho. “É fundamental que todos tenham as noções básicas sobre como evitar acidentes, principalmente na preservação do patrimônio”, afirmou.

O curso aconteceu no auditório da Biblioteca Pública Benedito Leite e ofereceu técnicas teóricas e práticas para os alunos sobre contenção de chamas, classes de incêndio, propagação do fogo, prevenção de incêndios e métodos de extinção. Foram passadas também técnicas de primeiros socorros, ressuscitação cardio pulmonar (RCP), cuidados com queimaduras, fraturas, ferimentos, hemorragias, dentre outros cuidados.

“O curso é com certeza algo que renderá bons frutos. O conhecimento nunca é demais! Os equipamentos de incêndio são obrigatórios em várias instituições, porém poucas pessoas saberiam utilizá-lo em caso de emergência. Esse foi um ponto importante do treinamento, pois além de aprendermos a utilizar os equipamentos necessários e que estão disponíveis em nossas casas e espaços pertencentes à Secretaria, nós os utilizamos em uma situação de estresse sugerida pelos bombeiros durante o treinamento, o que nos deixa ainda mais preparados para situações reais. Em suma, foi edificante a experiência”, ressaltou Albino Paiva, da Superintendência de Patrimônio Cultural da Sectur.

Nas aulas práticas foram utilizados botijões de gás e líquidos inflamáveis para pôr em ação as teorias aprendidas. Aulas de primeiros socorros foram realizadas com auxílio de bonecos de treino, tudo acompanhado pelos bombeiros.

“Foi importantíssimo participar do curso de brigadista, agregando conhecimento não só para a vida profissional mas pessoal também. No decorrer do curso, percebemos que existem erros que se não vistoriado poderá ocasionar perda material e financeira, além da vida ”, contou o servidor da Fundação da Memória Republicana, Danilo Costa.

Para a secretária adjunta de Cultura Incentivada, Carol Veloso, as aulas foram muito interessantes, mas antes de qualquer coisa, foram necessárias, considerando a importância de manter a segurança de cada casa de cultura. Então este trabalho é valido não só para proteger o patrimônio, mas também as pessoas ao seu redor e a si próprio.

No final do curso, o Corpo de Bombeiros emite, para cada aluno que participou do curso de brigadista, o certificado Habite-se, que é um documento que valida todo o projeto de combate a incêndio.

Comentários

Comentários