Rondônia - 14 de novembro de 2018
Home / Notícias / Política / Psol e PPS criticam MP que cria cargos comissionados no Ministério da Segurança Pública

Psol e PPS criticam MP que cria cargos comissionados no Ministério da Segurança Pública

Deputados do Psol e do PPS criticaram a Medida Provisória 840/18, que cria 164 cargos comissionados destinados ao Ministério da Segurança Pública. O texto precisa ser votado pela Câmara e pelo Senado até amanhã (17) ou perderá eficácia.

Para o deputado Chico Alencar (Psol-RJ), a criação de novos cargos – especialmente os de livre nomeação – precisa ser precedida de uma reforma administrativa que dê efetividade aos serviços públicos. Ele também criticou a política de segurança pública. “É uma política de militarização, e não uma política de segurança que dialoga com a população, que é entendida como um serviço”, afirmou.

Já o deputado Daniel Coelho (PPS-PE) destacou que a população, durante a campanha, pediu um Estado menor. “O Brasil está quebrado, ninguém aguenta mais criar cargos”, disse.

Daniel Coelho também criticou o acordo feito entre partidos de governo e de oposição para que a proposta seja aprovada sem votação em painel. “Pelo menos que cada cidadão saiba a posição do parlamentar pela votação nominal”, declarou.

Defesa da MP
O deputado Subtenente Gonzaga (PDT-MG) saiu em defesa da proposta. Segundo ele, é preciso estruturar o Ministério da Segurança Pública. “O Ministério da Segurança Pública é a única ação deste governo que aponta na priorização da segurança, com a criação de um órgão central para dialogar com estados e municípios para organizar e efetivar as políticas”, disse.

Mais informações a seguir

imagem17-10-2018-06-10-21