Rondônia - 16 de novembro de 2018
Home / Notícias / Nordeste / Maranhão / Em ação de protagonismo, meninas ocupam direção do Porto do Itaqui – Maranhão

Em ação de protagonismo, meninas ocupam direção do Porto do Itaqui – Maranhão

imagem18-10-2018-07-10-32

imagem18-10-2018-07-10-32

Meninas que ocuparam cargos de alta gestão da EMAP e o presidente Ted Lago. (Foto: Divulgação)

Cinco adolescentes ocuparam por um dia, nesta quarta (17), a direção da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), gestora do Porto do Itaqui. A ocupação simbólica de cargos de alta gestão é uma das ações da campanha #meninasocupam, realizada em prefeituras, secretarias e empresas do Brasil. Este é o quarto ano que a EMAP se compromete com a ação, cujo objetivo é estimular o desenvolvimento de políticas públicas que impulsionem o potencial das meninas e assegurem o pleno exercício de seus direitos.

As meninas que estiveram na EMAP participam do Projeto Escola de Lideranças, desenvolvido no Maranhão pela Plan International Brasil, organização não governamental britânica que atua em 71 países. Ana Leticia Fernandes Silva ocupou o cargo de presidenta, Irene Aguiar dos Santos foi diretora de Administração e Finanças; Bruna Eduarda Moreno de Oliveira atuou como diretora de Operações, Érica Santos viveu um dia de diretora de Planejamento e Desenvolvimento e Yasmim Ribeiro ocupou a diretoria de Engenharia e Manutenção.

Elas foram recebidas por Ted Lago, presidente da EMAP, onde foi assinado o termo de posse simbólico. Acompanhadas pela representante da Unidade da Plan International Brasil de São Luís, Nice Santos, elas cumpriram uma programação ao longo do dia, que incluiu um bate-papo sobre oportunidades no mercado de trabalho, com a gerente de RH, Graça Abreu; apresentação institucional do Porto do Itaqui, com a gestora de Meio Ambiente, Gabriela Heckler; visita à área de cais e às demais áreas da empresa.

“É sempre uma grande alegria receber esse projeto e apresentar a essas meninas as nossas atividades para que compreendam nossas responsabilidades, nossos resultados e principalmente as pessoas que fazem parte da empresa. Ficamos felizes por contribuir com essa ação que marca o lugar das mulheres no mercado de trabalho dentro de uma perspectiva de protagonismo juvenil”, afirmou Ted Lago.

Presidenta da EMAP por um dia, Ana Leticia participou das atividades com olhos de encantamento. “Está sendo incrível ocupar a EMAP por ser uma empresa que abre muitas possibilidades para muita gente e aqui pudemos ver a importância que o Porto do Itaqui tem e muitas vezes não prestamos atenção. É muito bom ver o quanto é importante para a empresa a segurança e o cuidado com as pessoas”, disse.

Mesmo sendo uma empresa do setor portuário, área onde historicamente predomina o trabalho masculino, a EMAP apresentou à presidenta por um dia uma realidade em transformação. Dos 224 cargos ocupados na empresa, 77 são exercidos por mulheres, o que representa 34% do total. Nos cargos de gestão elas totalizam 41%, índice que está acima da média nacional, que é de 37% e muito maior que a média do setor público, que está em 22%.

A área campeã em ocupação feminina é a Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento, com as três gerências lideradas por mulheres e cerca de 90% dos cargos também ocupados por elas. Na Engenharia, de três gerências, uma é comandada por uma mulher e no total, pelo menos 35% dos cargos são ocupados por elas. O desafio em ocupação feminina é a área de Operações, onde o percentual é mais baixo. No entanto, na Diretoria de Administração e Finanças, espinha dorsal da empresa, o comando geral e duas das cinco gerências estão nas mãos de mulheres.

Por Ser Menina

Durante o mês de outubro, a Plan International Brasil realiza uma série de ações em todo o país para sensibilizar as pessoas sobre os problemas que afetam a vida de meninas em países pobres e emergentes. A campanha integra o projeto mundial Por Ser Menina, que visa impulsionar o potencial das meninas, assegurando o pleno exercício de seus direitos por meio da redução da pobreza e da discriminação de gênero.

O Projeto Escola de Lideranças é desenvolvido pela Plan International Brasil em São Luís, Paço do Lumiar e São José de Ribamar (https://plan.org.br/projetos). Para saberem como e onde podem participar, é preciso conhecer os espaços de participação e esse é o ponto central da Escola de Liderança para Meninas. O resultado esperado é que a partir dessa nova consciência as meninas comecem a construir outro olhar sobre si e sobre os lugares em que podem estar.

Comentários

Comentários