fbpx
30 C
Porto Velho
quarta-feira, 24 abril 2019, 18:00

Mano soube da escalação do Corinthians na véspera da final, revela zagueiro do Cruzeiro

5.5 mil
visualizações

37 comentários


Comunicar erro




Gabriel foi uma das novidades de Jair Ventura para a decisão diante do Cruzeiro

Gabriel foi uma das novidades de Jair Ventura para a decisão diante do Cruzeiro

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

A escalação do Corinthians para a final da Copa do Brasil pode ter surpreendido muita gente, mas não Mano Menezes. Segundo o zagueiro Léo, do Cruzeiro, o treinador já sabia que o Timão atuaria sob a formação 4-2-3-1 e com três novidades do meio para frente (Gabriel, Emerson Sheik e Jonathas Jesus). Isso mesmo com Jair escondendo o jogo e não dando pistas do time…

Mano, de acordo com Léo, inclusive chegou a treinar na terça-feira, véspera da decisão, o sistema defensivo do Cruzeiro que pararia o ataque corinthiano na Arena.

“Já havia a possibilidade, a gente já estava imaginando uma mudança para esse segundo jogo, um Corinthians um pouco mais ofensivo, um pouco mais à frente. O Mano, sem esconder nada, ele tinha essa ideia que o Corinthians viria com Sheik na direita, o Romero na esquerda, o Jonathas centralizado e o Jadson fazendo o meio. Ele já sabia, praticamente, no dia anterior ao jogo contra o Corinthians e passou para nós essa informação e pudemos treinar”, disse Léo em entrevista à ESPN Brasil concedida na noite desta sexta.

Chama atenção o fato de Jair Ventura não ter dado quaisquer pistas da escalação nos dias que antecederam a finalíssima nacional. O treino de segunda-feira, realizado no CT Joaquim Grava, foi reservado a atletas e membros da comissão técnica, sem presença da imprensa. Já o de terça ocorreu na Arena Corinthians e com portões abertos ao público, mas sem distinção entre titulares e reservas.

Os próprios jogadores do Timão relataram surpresa com a formação armada por Jair na chegada ao estádio – caso do volante Ralf. Posteriormente, em entrevista coletiva, o comandante alvinegro admitiu que os onze que haviam iniciado o embate sequer haviam treinado juntos.

Como o Corinthians foi a campo na final da Copa do Brasil...

Como o Corinthians foi a campo na final da Copa do Brasil…

Meu Timão

“O Mano tem uma forma de trabalho muito legal, onde ele visa muitos detalhes. Também teve a decisão de colocar o (Lucas) Romero na lateral esquerda, ele foi muito bem, marcou o Sheik, teve essa supremacia no Sheik embora fosse o lado invertido dele, porque ele é destro. Foi muito bem feito”, continuou Léo.

O Corinthians, que precisava de uma vitória por dois gols de diferença para celebrar o tetracampeonato, foi derrotado por 2 a 1, com gols de Robinho e Arrascaeta. O único gol alvinegro foi marcado por Jadson, de pênalti.

“Conversamos bastante com o Mano, alguns detalhes, detalhes de como ele ia fechar, de como evitar algumas bolas do adversário e graças a Deus deu certo, pudemos fazer um bom jogo. O Mano tem essa parte estratégica dele, de postar bem a equipe, de armar bem para que tenha um equilíbrio defensivo e a gente poder ganhar os jogos”, finalizou.

Veja mais em:
Copa do Brasil, Jair Ventura e Escalação do Corinthians.

Últimas notícias: