Rondônia - 14 de novembro de 2018
Home / Notícias / Nordeste / Maranhão / Maratona de programação reúne estudantes na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – Maranhão

Maratona de programação reúne estudantes na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – Maranhão

imagem19-10-2018-23-10-24

imagem19-10-2018-23-10-25

Maratona de programação durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. (Fonte: Divulgação)

Você sabe o que é uma hackathon?  É uma maratona de programação que reúne programadores, designers, curiosos e profissionais que trabalham com sistemas de informação para desenvolver hardwares ou softwares que solucionem um problema específico de forma inovadora. O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), está promovendo esse encontro, nesta sexta-feira, (19) e sábado (20), durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que está sendo realizada no MultiCenter Sebrae, em São Luís, até este sábado (20).

A maratona, que tem como tema Smart Cities (Cidades Inteligentes), teve mais de 170 inscritos e terá duração de 30h. Começou às 8h desta sexta-feira (19) e prossegue até às 17h do sábado (20). As equipes, compostas por estudantes e profissionais tem de pensar, criar e programar, cirando soluções para melhorar a qualidade de vida nas cidades.

“A ideia da hackathon é que a gente possa construir soluções para cidades inteligentes, a gente vai tratar sobre várias temáticas como segurança, saúde, educação, para melhorar o estado do Maranhão e a cidade de São Luís”, explicou Rafael Pelli, coordenador de Projetos na 4lab.

Rafael Pelli informou que o objetivo é expor os problemas em relação a temas como segurança, educação e outras áreas. “Então a gente trouxe especialistas para falar sobre essas temáticas e a partir daí as equipes vão se reunir para propor e criar resultados inovadores ”.

O evento é uma proposta do programa Inova Maranhão, idealizado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) em conjunto com a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema). A proposta é contribuir para o desenvolvimento socioeconômico do Maranhão por meio do fomento à criação de novas tecnologias e aplicação da inovação em setores estratégicos do estado.

Nesta quinta-feira (19) foram realizadas as oficinas “Plataformas Livres para a Criação de Aplicativos móveis que ajudem no desenvolvimento da região maranhense” e a de Robótica, a programação completa está no site:  http://www.semana.secti.ma.gov.br

Finep no Maranhão 

“O Inova Maranhão consiste, também, em fomentar hackathon e dar respostas para quem nos procura; é um programa para ativar o ecossistema de inovação, ajudar as mudanças e novidades a chegarem nas empresas”, afirmou o Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia

Davi Teles afirmou que o Governo do Maranhão está trabalhando trazer ao Maranhão a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), empresa pública vinculada ao Governo Federal, de fomento mento à ciência, tecnologia e inovação. A proposta é que a empresa apresente suas linhas de financiamento para as empresas e startups. “Nesta hackathon serão dois dias de animação, criação e vontade de resolver desafios, melhorar a nossa cidade e torná-la mais humana”, comemorou o secretário.

O estudante de Design, Paulo Otávio, de 26 anos, estudante de Design, que participa pela primeira vez do evento disse que está na expectativa para saber como funciona a hackathon e aprova a iniciativa do Governo em realizar a maratona. “Estou muito ansioso para participar e acredito que vai ser muito legal. Acho muito massa o governo promover esse evento, porque fomenta a tecnologia dentro de São Luís e do Maranhão, que é uma coisa que a gente ver que quase não é promovida”.

Para a estudante do ensino médio, Lisandra de Melo Lima, de 14 anos, a proposta permite aos participantes expandirem suas ideias. “Minha primeira vez em uma hackton, mas participei do Startup Weekend Woman no Casarão Tech e foi muito bom. Acho essa proposta incrível, porque nos faz ter novas ideias e olhar a realidade de uma outra forma”.

O estudante de Sistema de Informação, Adriano Castro Carvalho, de 23 anos, estudante de Sistema de Informação e que já participou de outros eventos do gênero afirmou que o Governo do Maranhão está sendo assertivo ao investir em eventos tecnológicos. A expectativa dele é conhecer novos profissionais e conseguir criar uma solução viável durante a hackathon.

“Estou na perspectiva de conhecer novas pessoas, tentar fazer uma network e, junto com a minha equipe, tentar desenvolver uma solução viável e fácil aqui dentro da hackathon. Já participei de outros eventos desse tipo, e acho que o governo está fazendo a coisa certa, ele já criou o Casarão Tech que é muito lindo e uma iniciativa muito boa, que vale a pena conhecer e esses eventos servem para unir os profissionais de diversas áreas”, disse Adriano Castro Carvalho.

Comentários

Comentários