Rondônia - 15 de novembro de 2018
Home / Notícias / Centro-Oeste / Mato Grosso / Estudantes da rede pública de Poxoréu vencem 10ª Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação

Estudantes da rede pública de Poxoréu vencem 10ª Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação

O projeto “Capim Citronela como Repelente Natural de Moscas causadoras da Miísea”, foi o vencedor da 10ª Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, que reuniu 53 trabalhos desenvolvidos por estudantes da rede pública e privada de ensino de 40 municípios do Estado.

Os vencedores foram os estudantes Marcelo Ribeiro Vilela e Thallisson Alves de Santana dos Santos, da Escola Técnica Estadual de Poxoréu, que atingiram nota máxima em todos os níveis e categoria da competição. A premiação foi realizada durante o encerramento da 15ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, realizada nesta semana, na Arena Pantanal, em Cuiabá.

“Estou muito feliz pelo reconhecimento dado ao nosso trabalho. Saber que por meio dele foi possível mostrar a importância do capim citronela como repelente natural, o que muitos ainda não conhecem é gratificante”, destacou Thallisson.

Além do troféu, os estudantes ganharam a participação na Feira Nacional de Ciência e Engenharia, que será realizada em março, em São Paulo. Assim como o projeto do Thallisson e do Marcelo, outros 33 trabalhos foram finalistas na premiação, que teve a participação de estudantes dos ensinos médio, técnico e do 8º e 9º ano do ensino fundamental.

As alunas do ensino médio, do município de Nova Maringá, Juliana Sant’ana Dias e Amanda Cristina Pisaia, também tiveram os seus projetos premiados na competição. “No começo a feira era só na nossa escola e o nosso projeto foi para ganhar dois pontos na nossa atividade escolar. Não imaginávamos que chegaríamos em um nível tão grande como este”, disse Amanda, responsável pelo trabalho “Depressão um Mal Silencioso”.

“Temos que agradecer toda a escola, incluindo os professores e principalmente os orientadores que nos ajudaram. Sem eles isto não seria possível”, ressaltou Juliana, que trouxe o projeto “Prevenção Primária da Toxoplasmose”.

A Mostra de Ciência e Tecnologia teve como objetivo promover nas unidades escolares da rede pública e privada de ensino, a pesquisa cientifica como condição para explicar os fenômenos por meio de métodos de observação e experimentação.

Para a coordenadora da 15ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, Lectícia Figueiredo,  fomentar a iniciação cientifica júnior nas escolas foi o grande prêmio do evento. “Cada um que esteve nos três dias de evento saiu com mais conhecimento ou ensinou alguém algo diferente. Todos os participantes foram importantes para a pesquisa do nosso Estado. Desejo que todos continuem participando de feiras de ciências, porque a continuação para a pesquisa será um diferencial ao aluno, quando for para uma universidade, onde será um verdadeiro pesquisador”, disse.