Rondônia - 16 de novembro de 2018
Home / Notícias / Esportes / Corinthians / Treinador do Corinthians explica Sheik e Pedrinho titulares em Salvador; time deve mudar no sábado

Treinador do Corinthians explica Sheik e Pedrinho titulares em Salvador; time deve mudar no sábado

460
visualizações

13 comentários


Comunicar erro

Jair Ventura explicou o motivo de ter começado com Sheik e Pedrinho

Jair Ventura explicou o motivo de ter começado com Sheik e Pedrinho

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians não começou a partida contra o Vitória em Salvador com um centroavante de ofício. Após utilizar Jonathas na decisão da Copa do Brasil, o técnico Jair Ventura optou por voltar o esquema para o 4-2-4, sem uma referência.

Após o empate por 2 a 2, que teve a participação direta de um centroavante – Roger fez o segundo gol -, o treinador explicou que os bons desempenhos de Emerson Sheik e Pedrinho diante do Cruzeiro credenciaram a dupla para iniciar no Barradão.

“Nós começamos pelo último jogo do Emerson. Foi fantástico mesmo com a derrota, temos que avaliar seu rendimento. A mesma coisa do Pedrinho, que fez um grande jogo diante do Cruzeiro. Hoje saiu jogando e não foi a mesma coisa. A gente tem que achar (o time titular), temos que buscar. A gente vai tentar botar aquele que jogou bem, e os dois jogaram bem o último jogo, por isso iniciei com eles hoje”, avisou.

Leia também:Jair Ventura lamenta gol de empate nos acréscimos e fala em ‘jogo de mochila cheia’ Gol de Neilton foi o 5º tomado pelo Corinthians nos acréscimos neste Brasileiro Roger reclama de lance de falta no segundo gol do Vitória contra Corinthians e detona

Gabriel, que cumpriu suspensão, deve voltar à equipe contra o Bahia no próximo sábado, na Arena. Clayson e Roger, que levaram o terceiro cartão amarelo, terão de ficar fora diante dos baianos. O treinador não quis adiantar, mas deve fazer alterações outra vez.

“O primeiro tempo criamos pouco, mas tivemos até um controle maior do jogo do que no segundo tempo, trocando mais passes e tendo mais posse, até porque o Vitória fez um gol muito cedo. Dentro dessa marcação pressão, pode ver que o Corinthians marcou alto, tentamos roubar a bola no campo deles diversas vezes. Vejo uma partida equilibrada, mas por conta dos gols que fizemos e sofremos, poderíamos ter tido uma sorte melhor, até porque o gol do Vitória não veio em uma jogada trabalhada, e sim, num abafa”, afirmou Jair Ventura, explicando o empate em Salvador.

Veja mais em:
Jair Ventura, Emerson Sheik e Campeonato Brasileiro.