Rondônia - 11 de dezembro de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / Ouro e bronze no ciclismo registram a melhor participação de Rondônia nos 13º Jogos Escolares da Juventude, em Natal

Ouro e bronze no ciclismo registram a melhor participação de Rondônia nos 13º Jogos Escolares da Juventude, em Natal

imagem17-11-2018-11-11-22

Estudante de Ariquemes, Orlando Neto conquistou medalhas de ouro e de bronze no ciclismo dos Jogos Escolares da Juventude, em Natal

 

Encerrado o primeiro período do 13º Jogos Escolares da Juventude, na quinta-feira (15), em Natal (RN), a delegação rondoniense volta para casa com medalhas de ouro e de bronze conquistadas pelo aluno Orlando Neto da escola estadual Ricardo Catanhede, de Ariquemes. Os atletas de atletismo, badminton, futsal e voleibol jogam entre os dias 17 e 21, no segundo período dos Jogos Brasileiros, que encerram atividades no dia 25 envolvendo mais de 5 mil atletas em 14 modalidades individuais e coletivas para estudantes infantis (de 12 a 14 anos) e juvenis (de15 a 17 anos).

Com uma diferença de 587 centésimos na prova contrarrelógio, Orlando Neto deixou para trás os adversários do Paraná e do Espirito Santo ao conquistar a primeira medalha de ouro para Rondônia no primeiro dia da competição, na terça-feira (13). Na quinta-feira (15), Orlando Neto ganhou o bronze, na prova estrada. O ouro ficou com o representante do Piauí e a prata com o do Pará. Na prova por pontos, também conhecida como ‘australiana”, Orlando Neto foi desqualificado e não pontuou.

 

imagem17-11-2018-11-11-24

Das três provas de ciclismo , Orlando Neto ganhou duas

“A medalha de ouro teve sabor especial. Competi pelo ouro e consegui. Estou feliz também com o bronze e o mais importante é que representei bem nossa escola e o nosso estado na competição nacional”, disse o atleta ariquemense, que participa pela segunda vez nos jogos. “Esta foi a melhor participação do ciclismo de Rondônia na competição do esporte escolar brasileiro. Esses resultados são frutos de dedicação, treino e muita força de vontade”, declarou o técnico do ciclismo, professor Allan Barboza.

Apesar de Rondônia não ter erguido a bandeira em outros pódios, a participação dos atletas nos jogos foi considerada satisfatória para o oficial da delegação, professor Expedito Santana. “Reconhecemos o desempenho dos atletas. Eles representaram bem o estado”, avaliou Expedito Santana, referindo a todas as seis modalidades do primeiro período dos jogos.

A mesatenista juvenil Raissa Silva, da escola estadual 28 de novembro em Ouro Preto do Oeste, foi eliminada nas oitavas de finais pela adversária de Santa Catarina. “A gente nunca perde, sempre ganha. E a experiência é um desses ganhos”, disse Raissa, ao lamentar a falta de apoio para aquisição de equipamentos melhores. “Os atletas das regiões mais ricas do Brasil tem raquetes modernas e tênis específicos para a modalidade. Isso faz uma diferença danada durante a partida”, lastimou a atleta de Ouro Preto.

A atleta juvenil da ginástica rítmica, Maria Eduarda, ficou com a oitava colocação nos aparelhos maça e arco. “Nossos resultados elevaram Rondônia no ranking nacional. Isso é imuto importante para um esporte que ainda está na fase embrionária em Rondônia”, avaliou a técnica Francimeire Lavareda.

A melhor colocação no xadrez foi o 10º lugar da atleta Sofia Montes, da escola estadual Carlos Gomes, de Cacoal. Na natação, João Vitor Gomes, da escola estadual João Bento da Costa, em Porto Velho, ficou no sexto lugar. “Conseguimos representar bem Rondônia e a partir de agora vamos buscar melhorar a qualidade técnica para que em 2019 sejamos ainda melhores”, disse o atleta da natação. As duas equipes do vôlei de praia foram eliminadas na fase classificatória.

 

imagem17-11-2018-11-11-26

A medalha de bronze Orlando Ganhou na prova por pontos, em Natal

imagem17-11-2018-11-11-26

imagem17-11-2018-11-11-28

imagem17-11-2018-11-11-30

imagem17-11-2018-11-11-32

imagem17-11-2018-11-11-34

imagem17-11-2018-11-11-37