Rondônia - 17 de dezembro de 2018
Home / Notícias / Norte / Acre / Com apoio do governo, Hospital de Amor contra o câncer é inaugurado em Rio Branco « Acre

Com apoio do governo, Hospital de Amor contra o câncer é inaugurado em Rio Branco « Acre

O Acre ganhou nesta terça-feira, 20, o Hospital de Amor – Instituto de Prevenção ao Câncer do Hospital de Barretos, uma das unidades mais avançadas do país no combate à doença ainda em sua fase inicial, além da aquisição de duas carretas equipadas que irão integrar o programa de prevenção em todo o estado de maneira conjunta.

imagem20-11-2018-22-11-19

Governador Tião Viana foi um dos maiores entusiastas do projeto, garantindo todo o apoio e parceria pela sua realização (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Importante empreendimento para o tratamento do câncer no Acre, a unidade é resultado de uma parceria grandiosa entre o Hospital de Barretos, o governo do Estado e o Ministério Público do Trabalho (MPT), além de outras instituições públicas e parcerias privadas.

Com recursos na ordem de R$ 31 milhões para sua construção, o  Hospital de Amor é fruto de uma parceria com o MPT do Acre e Rondônia, que cedeu o montante vindo de precatórios pagos pelo Estado resultado de processos dos anos 90.

O governador Tião Viana foi um dos maiores entusiastas do projeto, garantindo todo o apoio e parceria para a doação do terreno em que foi construído bem como para a obra, no Segundo Distrito da capital, próximo à UPA.

“Primeiro eu agradeço ao doutor Henrique Prata e toda a equipe do Hospital de Barretos. É a nona unidade no Brasil sendo inaugurada aqui no Acre e a meta deles é alcançar em poucos anos um diagnóstico precoce em 95% dos casos, o que vai mudar completamente a história do câncer no nosso estado. Já temos como referência uma unidade amazônica de alta complexidade e há ainda o compromisso de deixar nos próximos anos uma unidade intermediária que resolva até 85% dos casos”, destaca o governador.

Revolução

imagem20-11-2018-22-11-21

Hospital e as carretas equipadas que irão integrar o programa de prevenção em todo o estado de maneira conjunta (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Atualmente, o Acre tem a terceira maior taxa de mortalidade por câncer de colo de útero no país. Dados de 2014 do Instituto Nacional do Câncer mostram que, a cada 100 mil mulheres no estado, 10,9 morrem por causa da doença. Com o hospital e as unidades móveis, será possível fazer o rastreamento, a prevenção e detecção precoce do câncer de mama, do grupo de mulheres na faixa etária de 40 a 69 anos, e do câncer de colo de útero, entre 25 a 64 anos, em todo o estado.

Segundo o Departamento de Prevenção do Hospital de Amor de Barretos, a expectativa é alcançar pelo menos 70% dessas mulheres, que terão acesso à prevenção e, com o diagnóstico precoce, as chances de cura da doença podem subir até 95%. Hoje, 70% das mulheres que tem diagnóstico de câncer no estado já chegam com a doença num estágio avançado, o que diminui para 40% a 30% as chances de cura.

A capacidade do Hospital de Amor é de mais de 8 mil procedimentos por mês. Ao menos 90 mil mulheres em todos os municípios devem ser beneficiadas, reduzindo a incidência de câncer avançado no Estado.

A unidade fixa contará com toda a tecnologia de ponta e será dividida em alas onde serão realizados os exames, além disso, ainda contará com uma área para a realização de cirurgias de pequeno porte, com toda área administrativa e de educação continuada.

Parceria histórica

A inauguração do Hospital de Amor contou ainda com a presença do diretor-geral do Hospital de Câncer de Barretos, Henrique Prata. Filho do casal de médicos fundadores do hospital em 1962, ele abraçou o projeto dos pais e desde então tem coordenado o hospital, priorizando sua gestão e com resultados grandiosos, realizando mais de quatro mil atendimentos por dia.

imagem20-11-2018-22-11-23

Diretor-geral do Hospital de Câncer de Barretos, Henrique Prata, afirma que esta é a unidade de prevenção mais moderna do país (Foto: Sérgio Vale/Secom)

“Nós somos a maior experiência nesse projeto no Brasil e uma das maiores do mundo. Aqui, 90% do câncer inicial vai ser tratado na fase de cura. Aqui é um remédio do câncer. Mais importante do que o hospital que fiz em Porto Velho, porque daqui cinco anos a população do câncer avançado, a mulher, o colo de útero e mama são quase 40% dos casos de câncer dentro de qualquer hospital. E aqui vamos diminuir na vertical a incidência dele”, conta Prata.

Bastante emocionado, o procurador do Trabalho Marcos Cotrim foi um dos principais responsáveis pela consolidação das parcerias que resultaram na construção do Hospital de Amor no Acre.

“Certamente esse é um dos fatos mais marcantes da carreira de todos nós. Hoje temos um hospital tão humanizado que você nem se sente num hospital. Que vai levar um serviço que precisávamos assinar toda uma burocracia, tratamento fora de domicílio, fazer cotinha com a família para levar para Barretos, e hoje com uma passagem de ônibus você chega a esse atendimento. Isso é algo inestimável para o povo do Acre”, destaca.


thumb_up