Rondônia - 17 de dezembro de 2018
Home / Notícias / Esportes / Vasco da Gama / Chateado, Martín Silva estaria na mira do São Paulo, que poderia ceder o goleiro Sidão

Chateado, Martín Silva estaria na mira do São Paulo, que poderia ceder o goleiro Sidão

O futuro do goleiro Martin Silva segue indefinido no Vasco. O uruguaio, que iniciou o ano como titular absoluto e capitão da equipe, terminou a temporada sem a braçadeira e amargando a reserva. A atual situação de Martin Silva não chega a ser uma novidade. Desde a saída do antigo treinador de goleiros, Fabio Tepedino, ele se sente isolado no clube. Depois da Copa do Mundo, Alberto Valentim passou a braçadeira de capitão para o Ramon, em um clássico diante do Flamengo. Isso estremeceu ainda mais a relação. O clímax para o afastamento do goleiro foi o enorme frango diante do Grêmio, que custou ao Vasco um ponto no Campeonato Brasileiro.

Após a falha Martin Silva foi convocado pelo Uruguai e desde então não voltou a ser relacionado. Ficou de fora dos últimos três jogos, contra São Paulo, Palmeiras e Ceará. No primeiro compromisso, o atleta havia chegado da Europa no dia da partida. No entanto foi comunicado que não estaria na relação por conta do cansaço da viagem. Contra Palmeiras e Ceará a situação se repetiu e Martin Silva não foi relacionado. A alegação foi um desconforto no joelho. Entretanto, de acordo com a apuração da reportagem do Esporte 24 Horas, as dores não eram suficientes para o tirá-lo das partidas. A barração ficou por conta da comissão técnica, que não queria contar com o jogador.

Em contato com pessoas próximas de Martin Silva, o relato é que a chateação do goleiro não se dá pelo fato de ter perdido a titularidade, mas sim de como as coisas foram conduzidas. Na cabeça do jogador, o clube estava colocando a torcida contra ele, dando a entender que a contusão seria uma desculpa para o goleiro não amargar o banco de reservas.

Isolamento também por parte da diretoria

O processo de “fritura” de Martin Silva não passaria apenas pela comissão técnica, mas também pela diretoria. Desde a falha contra o Grêmio, houve muita especulação sobre o futuro do jogador. Um posicionamento oficial do Vasco só foi acontecer no desembarque no Rio, após a última rodada do Campeonato Brasileiro. Na ocasião o diretor de futebol Alexandre Faria descartou qualquer tipo de crise.

“O Martín é um goleiro de seleção, disputou Copa do Mundo. Na minha avaliação, um dos melhores goleiros do Brasil. É um ídolo e precisamos ter cuidado com algumas coisas. Tem muitos clubes querendo o jogador e podem querer criar atrito dele com o Vasco. O Martín é nosso líder, é espetacular, tem contrato e estamos muito felizes com ele. Muita coisa foi dita na imprensa, mas temos que ter cuidados”.

Apesar do discurso, o Vasco cogita a possibilidade de negociar Martin Silva devido ao alto salário do goleiro. A título de comparação, o uruguaio ganha aproximadamente o triplo do que recebe o Fernando Miguel. Entretanto o alto valor é referente a duas renegociações por conta de atrasos salarias do passado.

São Paulo pode ser o destino

Martin Silva pode estar em baixa mas já teve ótimas fases no gol vascaíno. Tanto que despertou o interesse do gigante Boca Juniors, que chegou a fazer proposta pelo goleiro no início de 2017. Outra gigante que também fez proposta pelo uruguaio foi o São Paulo. O clube paulista tentou a contratação do goleiro no fim do ano passado, mas esbarrou no alto valor pedido pelo Vasco.

O Tricolor acabou fechando com o Jean, que não conseguiu se firmar no gol são-paulino. Observando a nova oportunidade, o São Paulo estaria disposto a tentar outra vez a contratação de Martin Silva, propondo uma troca pelo goleiro Sidão, ex-Botafogo, além do pagamento de toda a dívida do Vasco com o uruguaio.

Martin Silva tem contrato com o Cruzmaltino até dezembro de 2020. Está no clube desde 2014 e disputou 242 jogos oficiais. Conquistou o bicampeonato Carioca em 2015 e 2016.

Fonte: Esporte 24 Horas