Rondônia - 19 de dezembro de 2018
Home / Notícias / Centro-Oeste / Mato Grosso / Sesp assegura reforço policial em reunião com moradores da Guia

Sesp assegura reforço policial em reunião com moradores da Guia

Em atendimento às demandas apresentadas por moradores do Distrito de Nossa Senhora da Guia, pertencente à Cuiabá, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) reforçará ações preventivas e ostensivas no local. Proprietários de chácaras e líderes comunitários foram recebidos pelo titular da pasta, Gustavo Garcia, nesta quinta-feira (06.12), para demonstrar a necessidade de repressão aos crimes de roubos e furtos.

Após ouvir os relatos dos 14 moradores presentes, o secretário se comprometeu a reforçar a presença policial no Distrito e organizar operação com o intuito de coibir o cometimento de crimes. Os participantes também relataram que muitas destas ocorrências são motivadas e alimentadas pelo tráfico de drogas, reconheceram a atuação da Polícia Militar (PM-MT) e reforçaram a necessidade de melhorar a investigação dos crimes.

Gustavo Garcia frisou que confia na atuação da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), bem como de todas as instituições que compõem a Sesp, e que cada inquérito tem um tempo para conclusão e tomada de providências. Porém, ele firmou o compromisso de encaminhar as queixas e agendar uma reunião entre a diretoria da PJC e os moradores. “Nós entendemos o descontentamento com esse problema que, infelizmente, continua assolando a população, e que depende do empenho de todos os setores responsáveis, incluindo a Segurança Pública, assistência social, educação, e Poder Judiciário”, avaliou.

A presidente do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) do Distrito da Guia, Benedita Souza Mendes, conhecida como dona Morena, afirmou que os suspeitos de cometerem os crimes de roubos e furtos seriam os mesmos e conhecidos da população local. Ela solicitou ainda uma unidade de delegacia para atender o município de Acorizal e o Distrito da Guia.

imagem07-12-2018-15-12-20

O secretário da Sesp explicou que esta é uma demanda que depende de aumento de efetivo e disposição orçamentária, e que precisa ser tratada durante a reunião com a diretoria da PJC. Gustavo Garcia lembrou também a nomeação de 15 delegados aprovados em concurso público, feita esta semana, cuja destinação de um deles para atender a poderá ser feita por volta de abril de 2019. Esta é a data de conclusão do curso de formação, requisito necessário para que entrem em exercício.