Enciclopédia: Todos os Goleiros – SPFC

Em toda a história, o São Paulo teve 96 goleiros que pisaram em campo no mínimo uma vez. Na média, pouco mais de um por ano. Deste total, 19 somente e justamente fizeram uma única partida (desconsiderando-os, a média passaria a ser de 0,87 goleiro/ano). 

Só 49 goleiros defenderam o Tricolor por no mínimo dez partidas. A média de participação de um arqueiro na meta são-paulina é de 61 jogos (número elevado pelo desempenho de Rogério Ceni – sem ele, seria de 48 partidas). 

Todos esses números mostram que, ao longo dos anos, a pequena área do São Paulo é protegida por verdadeiros soberanos dinásticos, que dominaram o gol por muitos anos, por vezes décadas. Regressivamente, temos:

  • XIII Dinastia: Rogério Ceni (1997-2015)
  • XII Dinastia: Zetti (1990-1996)
  • XI Dinastia: Gilmar (1985-1990)
  • X Dinastia: Waldir Peres (1973-1984)
  • IX Dinastia: Sergio Valentim (1970-1973)
  • VIII Dinastia: Picasso (1967-1969)
  • VII Dinastia: Suly (1962-1966)
  • VI Dinastia: Poy (1950-1962)
  • V Dinastia: Mário (1948-1950)
  • IV Dinastia: Gijo (1944-1948)
  • III: Dinastia: King (1940-1944)
  • II Dinastia: Caxambu (1937-1939)
  • I Dinastia: King (1936-1937)
  • Pré-Dinastia: Jurandyr (1934-1935): com a interrupção em 1935, jogou pouco
  • Pré-Dinastia: Jose Lengyl (1933): o último a dominar em somente um ano
  • Pré-Dinastia: Moreno (1932),
  • Pré-Dinastia: Joãozinho (1930-1931)
  • Pré-Dinastia: Nestor (1930): uma contusão abreviou a carreira dele

Claro, por vezes, esses soberanos abriam espaço para outros que buscavam as mesmas glórias. Mas poucos conseguiram. Denis é um dos que, mesmo sem ter formado “dinastia”, alcançou números surpreendentes defendendo o Tricolor. Outro exemplo marcante disso é Toinho, que possui a melhor média de gols sofridos do clube (ver quadros abaixo).

 

NÚMEROS GERAIS

Os goleiros que mais vezes defenderam a meta são-paulina

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
1237
648
275
314
1391
59,80
1,12


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
617
300
195
122
507
59,16
0,82


Jose Poy (Jose Poy)
525
298
108
119
670
63,62
1,28


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
432
217
123
92
428
59,72
0,99


Suly (Suly Cabral Machado)
266
138
65
63
319
60,03
1,20


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
253
113
96
44
201
57,31
0,79


King (Nivacir Innocêncio Fernandes)
204
107
34
63
303
58,01
1,49


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
202
98
68
36
153
59,74
0,76


Denis (Denis Cesar de Matos)
173
80
37
56
183
53,37
1,06

10º
Picasso (Ronei Paulo Travi)
163
76
45
42
178
55,83
1,09

 

Os goleiros com melhor aproveitamento de pontos

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Mário (Mário de Oliveira)
108
70
16
22
123
69,75
1,14


Gijo (Romualdo Sperto)
143
88
29
26
190
68,30
1,33


Bertolucci (Antônio Bertolucci)
88
53
16
19
88
66,29
1,00


Jose Poy (Jose Poy)
525
298
108
119
670
63,62
1,28


Toinho (Antônio Pádua Soares)
131
66
39
26
86
60,31
0,66


Suly (Suly Cabral Machado)
266
138
65
63
319
60,03
1,20


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
1237
648
275
314
1391
59,80
1,12


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
202
98
68
36
153
59,74
0,76


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
432
217
123
92
428
59,72
0,99

10º
Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
617
300
195
122
507
59,16
0,82

*Mínimo de 60 jogos disputados (que é a média de jogos de cada goleiro em toda a história do clube – equivale a pouco menos de uma temporada atual). 

 

Os goleiros com melhores médias de gols sofridos no Tricolor

C
JOGADOR (NOME COMPLETO)
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Toinho (Antônio Pádua Soares)
131
66
39
26
86
60,31
0,66


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
202
98
68
36
153
59,74
0,76


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
253
113
96
44
201
57,31
0,79


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
617
300
195
122
507
59,16
0,82


Sidão (Sidney Aparecido Ramos da Silva)
73
33
25
15
72
56,62
0,99


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
432
217
123
92
428
59,72
0,99


Bertolucci (Antônio Bertolucci)
88
53
16
19
88
66,29
1,00


Denis (Denis Cesar de Matos)
173
80
37
56
183
53,37
1,06


Picasso (Ronei Paulo Travi)
163
76
45
42
178
55,83
1,09

10º
Rogério Ceni (Rogério Ceni)
1237
648
275
314
1391
59,80
1,12

*Mínimo de 60 jogos disputados

 

Os goleiros com maior taxa de vitórias

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%V
MS


Mário (Mário de Oliveira)
108
70
16
22
123
64,81
1,14


Gijo (Romualdo Sperto)
143
88
29
26
190
61,54
1,33


Bertolucci (Antônio Bertolucci)
88
53
16
19
88
60,23
1,00


Jose Poy (Jose Poy)
525
298
108
119
670
56,76
1,28


King (Nivacir Innocêncio Fernandes)
204
107
34
63
303
52,45
1,49


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
1237
648
275
314
1391
52,38
1,12


Suly (Suly Cabral Machado)
266
138
65
63
319
51,88
1,20


Toinho (Antônio Pádua Soares)
131
66
39
26
86
50,38
0,66


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
432
217
123
92
428
50,23
0,99

10º
Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
617
300
195
122
507
48,62
0,82

*Mínimo de 60 jogos disputados

 

Os goleiros que mais vezes jogaram como titulares no São Paulo

C.
Jogador
Tit
V
E
D
Rsv
V
E
D


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
1234
645
275
314
3
3
0
0


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
615
299
194
122
2
1
1
0


Jose Poy (Jose Poy)
511
288
107
116
14
10
1
3


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
431
216
123
92
1
1
0
0


Suly (Suly Cabral Machado)
255
129
63
63
11
9
2
0


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
251
113
95
43
2
0
1
1


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
199
96
68
35
3
2
0
1


King (Nivacir Innocêncio Fernandes)
195
101
33
61
9
6
1
2


Denis (Denis Cesar de Matos)
165
76
36
53
8
4
1
3

10º
Picasso (Ronei Paulo Travi)
159
75
44
40
4
1
1
2

*TIT = titular; RSV = reserva que substituiu um jogador e entrou no decorrer da partida. 

O ranking dos goleiros que mais vezes entraram em campo como substitutos: 1º, Poy e Bertolucci (14 vezes); 3º, Suly e Caxambu (11 vezes); 5º, King, Paulo e Gilberto de Moraes (9 vezes).

 

Goleiros mais jovens a entrar em campo

DATA
COMPETIÇÃO

ADVERSÁRIO
JOGADOR
DIAS
IDADE

01/05/78
Amistoso
2
X
0
Usina S. Elisa
Naim (Naim Fayad Neto)
6312
17,28

01/09/40
Amistoso
4
X
1
Bragantino
Wilson (Wilson Reinhardt)
6637
18,17

03/07/16
C. Paulista
1
X
2
Ituano
Lucas (Lucas Estella Perri)
6780
18,56

23/07/16
C. Paulista
0
X
1
Paulista
Lucas (Lucas Paes Souza)
6803
18,63

08/08/37
Paulista
1
X
0
Luzitano
Caxambu (Hélio Geraldo Caxambu)
6872
18,81

15/07/17
C. Paulista
1
X
1
Atibaia
Júnior (Dênis de Oliveira Aguiar Jr)
6914
18,93

25/01/36
Amistoso
3
X
2
Portuguesa St.
King (Nivacir I. Fernandes)
6958
19,05

24/01/81
Brasileiro
4
X
0
Mixto
Tonhão (Antônio Carlos Berni)
6967
19,07

28/05/72
Paulista
2
X
1
América
Rui (Ruy de Menezes Câmara Jr)
6990
19,14

24/09/89
Gahara Cup
3
X
2
ANA-JAP
Marcos (Marcos A. Alvim Bonequini)
7090
19,41

 

Goleiros mais velhos a entrar em campo

DATA
COMPETIÇÃO

ADVERSÁRIO
JOGADOR
DIAS
IDADE

28/10/15
C. Brasil
1
X
3
Santos-SP
Rogério Ceni (Rogério Ceni)
15619
42,76

16/12/62
Paulista
3
X
0
Esportiva G.-SP
Jose Poy (Jose Poy)
13393
36,67

04/11/18
Brasileiro
2
X
2
Flamengo-RJ
Sidão (Sidney A. Ramos da Silva)
13099
35,86

20/01/10
Paulista
1
X
1
Mirassol-SP
Bosco (João B. de Freitas Chaves)
12851
35,18

26/05/84
T. do Café
7
X
1
Café-PR
Waldir Peres (W. Peres Arruda)
12198
33,40

09/07/05
Brasileiro
2
X
0
Flamengo-RJ
Roger (R. José de N. Silva)
12039
32,96

20/07/71
Amistoso
1
X
1
Saad-SP
Picasso (Ronei Paulo Travi)
11762
32,20

24/11/96
Brasileiro
1
X
1
Paraná-PR
Zetti (Armelino D. Quagliato)
11641
31,87

19/04/89
Paulista
4
X
0
Juventus-SP
Rojas (R. Antonio R. Saavedra)
11577
31,70

29/08/90
Brasileiro
0
X
1
Santos-SP
Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
11551
31,62

 

NÚMEROS EM JOGOS DE COMPETIÇÃO

Os goleiros que mais vezes jogaram partidas de competição oficial

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
1197
623
268
306
1350
59,51
1,13


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
575
278
182
115
461
58,90
0,80


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
398
200
113
85
390
59,72
0,98


Jose Poy (Jose Poy)
334
196
65
73
425
65,17
1,27


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
230
102
86
42
187
56,81
0,81


Suly (Suly Cabral Machado)
175
84
42
49
212
56,00
1,21


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
169
79
58
32
132
58,19
0,78


Denis (Denis Cesar de Matos)
167
78
35
54
180
53,69
1,08


Picasso (Ronei Paulo Travi)
117
53
33
31
126
54,70
1,08

10º
Toinho (Antônio Pádua Soares)
102
50
31
21
69
59,15
0,68

 

Os goleiros com melhores aproveitamentos em jogos de competição

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Gijo (Romualdo Sperto)
71
47
16
8
88
73,71
1,24


Mário (Mário de Oliveira)
73
49
12
12
80
72,60
1,10


Jose Poy (Jose Poy)
334
196
65
73
425
65,17
1,27


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
398
200
113
85
390
59,72
0,98


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
1197
623
268
306
1350
59,51
1,13


Toinho (Antônio Pádua Soares)
102
50
31
21
69
59,15
0,68


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
575
278
182
115
461
58,90
0,80


King (Nivacir Innocêncio Fernandes)
101
53
19
29
155
58,75
1,53


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
169
79
58
32
132
58,19
0,78

10º
Sidão (Sidney Aparecido Ramos da Silva)
71
33
23
15
72
57,28
1,01

*Mínimo de 66 partidas disputadas

 

Os goleiros com melhores médias de gols sofridos em jogos de competição oficial

C
JOGADOR (NOME COMPLETO)
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Toinho (Antônio Pádua Soares)
102
50
31
21
69
59,15
0,68


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
169
79
58
32
132
58,19
0,78


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
575
278
182
115
461
58,90
0,80


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
230
102
86
42
187
56,81
0,81


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
398
200
113
85
390
59,72
0,98


Sidão (Sidney Aparecido Ramos da Silva)
71
33
23
15
72
57,28
1,01


Picasso (Ronei Paulo Travi)
117
53
33
31
126
54,70
1,08


Denis (Denis Cesar de Matos)
167
78
35
54
180
53,69
1,08


Mário (Mário de Oliveira)
73
49
12
12
80
72,60
1,10

10º
Rogério Ceni (Rogério Ceni)
1197
623
268
306
1350
59,51
1,13

*Mínimo de 66 jogos disputados

 

Os goleiros com melhores taxas de vitória em jogos de competição

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%V
MS


Mário (Mário de Oliveira)
73
49
12
12
80
67,12
1,10


Gijo (Romualdo Sperto)
71
47
16
8
88
66,20
1,24


Jose Poy (Jose Poy)
334
196
65
73
425
58,68
1,27


King (Nivacir Innocêncio Fernandes)
101
53
19
29
155
52,48
1,53


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
1197
623
268
306
1350
52,05
1,13


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
398
200
113
85
390
50,25
0,98


Toinho (Antônio Pádua Soares)
102
50
31
21
69
49,02
0,68


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
575
278
182
115
461
48,35
0,80


Suly (Suly Cabral Machado)
175
84
42
49
212
48,00
1,21

10º
Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
169
79
58
32
132
46,75
0,78

*Mínimo de 66 jogos disputados

 

NÚMEROS COMO MANDANTE

Os goleiros que mais vezes jogaram partidas como mandante

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
617
392
137
88
553
70,93
0,90


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
298
173
72
53
215
66,11
0,72


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
202
130
41
31
178
71,12
0,88


Jose Poy (Jose Poy)
200
145
29
26
218
77,33
1,09


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
112
65
33
14
78
67,86
0,70


Suly (Suly Cabral Machado)
89
59
17
13
87
72,66
0,98


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
85
44
28
13
62
62,75
0,73


King (Nivacir Innocêncio Fernandes)
84
47
20
17
111
63,89
1,32


Denis (Denis Cesar de Matos)
72
48
10
14
56
71,30
0,78

10º
Gijo (Romualdo Sperto)
62
40
12
10
82
70,97
1,32

 

Os goleiros com melhores aproveitamentos em jogos como mandante

C
JOGADOR (NOME COMPLETO)
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Jose Poy (Jose Poy)
200
145
29
26
218
77,33
1,09


Mário (Mário de Oliveira)
45
32
7
6
47
76,30
1,04


Suly (Suly Cabral Machado)
89
59
17
13
87
72,66
0,98


Denis (Denis Cesar de Matos)
72
48
10
14
56
71,30
0,78


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
202
130
41
31
178
71,12
0,88


Gijo (Romualdo Sperto)
62
40
12
10
82
70,97
1,32


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
617
392
137
88
553
70,93
0,90


Toinho (Antônio Pádua Soares)
56
36
11
9
29
70,83
0,52


Sidão (Sidney Aparecido Ramos da Silva)
36
20
14
2
29
68,52
0,81

10º
Picasso (Ronei Paulo Travi)
61
35
20
6
55
68,31
0,90

*Mínimo de 36 jogos disputados

 

Os goleiros com melhores médias de gols sofridos em jogos como mandante

C
JOGADOR (NOME COMPLETO)
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Toinho (Antônio Pádua Soares)
56
36
11
9
29
70,83
0,52


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
112
65
33
14
78
67,86
0,70


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
298
173
72
53
215
66,11
0,72


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
85
44
28
13
62
62,75
0,73


Denis (Denis Cesar de Matos)
72
48
10
14
56
71,30
0,78


Sidão (Sidney Aparecido Ramos da Silva)
36
20
14
2
29
68,52
0,81


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
202
130
41
31
178
71,12
0,88


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
617
392
137
88
553
70,93
0,90


Picasso (Ronei Paulo Travi)
61
35
20
6
55
68,31
0,90

10º
Suly (Suly Cabral Machado)
89
59
17
13
87
72,66
0,98

*Mínimo de 36 jogos disputados

 

Os goleiros com melhores taxas de vitória em jogos como mandante 

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%V
MS


Jose Poy (Jose Poy)
200
145
29
26
218
72,50
1,09


Mário (Mário de Oliveira)
45
32
7
6
47
71,11
1,04


Denis (Denis Cesar de Matos)
72
48
10
14
56
66,67
0,78


Suly (Suly Cabral Machado)
89
59
17
13
87
66,29
0,98


Gijo (Romualdo Sperto)
62
40
12
10
82
64,52
1,32


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
202
130
41
31
178
64,36
0,88


Toinho (Antônio Pádua Soares)
56
36
11
9
29
64,29
0,52


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
617
392
137
88
553
63,53
0,90


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
298
173
72
53
215
58,05
0,72

10º
Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
112
65
33
14
78
58,04
0,70

*Mínimo de 36 jogos disputados

 

NÚMEROS FORA DE CASA (VISITANTE E MANDO NEUTRO)

Os goleiros que mais vezes jogaram partidas fora de casa

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
620
256
138
226
838
48,71
1,35


Jose Poy (Jose Poy)
325
153
79
93
452
55,18
1,39


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
319
127
123
69
292
52,66
0,92


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
230
87
82
61
250
49,71
1,09


Suly (Suly Cabral Machado)
177
79
48
50
232
53,67
1,31


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
141
48
63
30
123
48,94
0,87


King (Nivacir Innocêncio Fernandes)
120
60
14
46
192
53,89
1,60


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
117
54
40
23
91
57,55
0,78


Picasso (Ronei Paulo Travi)
102
41
25
36
123
48,37
1,21

10º
Denis (Denis Cesar de Matos)
101
32
27
42
127
40,59
1,26

 

Os goleiros com melhores aproveitamentos em jogos fora de casa

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Gijo (Romualdo Sperto)
81
48
17
16
108
66,26
1,33


Mário (Mário de Oliveira)
63
38
9
16
76
65,08
1,21


Bertolucci (Antônio Bertolucci)
66
35
16
15
62
61,11
0,94


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
117
54
40
23
91
57,55
0,78


Jose Poy (Jose Poy)
325
153
79
93
452
55,18
1,39


King (Nivacir Innocêncio Fernandes)
120
60
14
46
192
53,89
1,60


Suly (Suly Cabral Machado)
177
79
48
50
232
53,67
1,31


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
319
127
123
69
292
52,66
0,92


Toinho (Antônio Pádua Soares)
75
30
28
17
57
52,44
0,76

10º
Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
230
87
82
61
250
49,71
1,09

*Mínimo de 36 partidas disputadas

 

Os goleiros com melhores médias de gols sofridos em jogos fora de casa

C
JOGADOR (NOME COMPLETO)
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Toinho (Antônio Pádua Soares)
75
30
28
17
57
52,44
0,76


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
117
54
40
23
91
57,55
0,78


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
141
48
63
30
123
48,94
0,87


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
319
127
123
69
292
52,66
0,92


Bertolucci (Antônio Bertolucci)
66
35
16
15
62
61,11
0,94


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
230
87
82
61
250
49,71
1,09


Sidão (Sidney Aparecido Ramos da Silva)
37
13
11
13
43
45,05
1,16


Picasso (Ronei Paulo Travi)
102
41
25
36
123
48,37
1,21


Mário (Mário de Oliveira)
63
38
9
16
76
65,08
1,21

10º
Denis (Denis Cesar de Matos)
101
32
27
42
127
40,59
1,26

*Mínimo de 36 partidas disputadas

Os goleiros com melhores taxas de vitória em jogos fora de casa

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%V
MS


Mário (Mário de Oliveira)
63
38
9
16
76
60,32
1,21


Gijo (Romualdo Sperto)
81
48
17
16
108
59,26
1,33


Bertolucci (Antônio Bertolucci)
66
35
16
15
62
53,03
0,94


King (Nivacir Innocêncio Fernandes)
120
60
14
46
192
50,00
1,60


Jose Poy (Jose Poy)
325
153
79
93
452
47,08
1,39


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
117
54
40
23
91
46,15
0,78


Suly (Suly Cabral Machado)
177
79
48
50
232
44,63
1,31


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
620
256
138
226
838
41,29
1,35


Picasso (Ronei Paulo Travi)
102
41
25
36
123
40,20
1,21

10º
Toinho (Antônio Pádua Soares)
75
30
28
17
57
40,00
0,76

*Mínimo de 36 partidas disputadas

 

NÚMEROS NO MORUMBI

Os goleiros que mais vezes jogaram no Morumbi

C
JOGADOR (NOME COMPLETO)
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
594
375
130
89
548
70,43
0,92


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
286
154
76
56
232
62,70
0,81


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
177
112
42
23
152
71,19
0,86


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
118
65
38
15
89
65,82
0,75


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
89
47
30
12
64
64,04
0,72


Denis (Denis Cesar de Matos)
58
38
10
10
48
71,26
0,83


Picasso (Ronei Paulo Travi)
50
30
14
6
50
69,33
1,00


Suly (Suly Cabral Machado)
40
22
10
8
33
63,33
0,83


Toinho (Antônio Pádua Soares)
40
25
7
8
27
68,33
0,68

10º
Sidão (Sidney Aparecido Ramos da Silva)
31
17
12
2
25
67,74
0,81

Somente 43 goleiros são-paulinos jogaram no Morumbi até hoje. O último estreante foi Jean, em 2018. 

 

Os goleiros com melhores aproveitamentos em jogos no Morumbi

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Denis (Denis Cesar de Matos)
58
38
10
10
48
71,26
0,83


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
177
112
42
23
152
71,19
0,86


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
594
375
130
89
548
70,43
0,92


Picasso (Ronei Paulo Travi)
50
30
14
6
50
69,33
1,00


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
118
65
38
15
89
65,82
0,75


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
89
47
30
12
64
64,04
0,72


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
286
154
76
56
232
62,70
0,81

*Mínimo de 41 partidas disputadas. Somente sete goleiros atingiram esse valor limite (que é a média de jogos de todos os goleiros que já jogaram no estádio).

Desde que o Morumbi foi inaugurado, o São Paulo vivenciou verdadeiras dinastias na posição de goleiro, o que elevou o número médio de partidas de cada um e que torna difícil a comparação entre eles, com paridade. Assim, somente sete deles estão aptos a serem comparados e numerados. 

 

Os goleiros com melhor média de gols sofridos em jogos no Morumbi

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
89
47
30
12
64
64,04
0,72


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
118
65
38
15
89
65,82
0,75


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
286
154
76
56
232
62,70
0,81


Denis (Denis Cesar de Matos)
58
38
10
10
48
71,26
0,83


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
177
112
42
23
152
71,19
0,86


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
594
375
130
89
548
70,43
0,92


Picasso (Ronei Paulo Travi)
50
30
14
6
50
69,33
1,00

*Mínimo de 41 partidas disputadas.

Os goleiros com melhores taxas de vitória em jogos no Morumbi

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%V
MS


Denis (Denis Cesar de Matos)
58
38
10
10
48
65,52
0,83


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
177
112
42
23
152
63,28
0,86


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
594
375
130
89
548
63,13
0,92


Picasso (Ronei Paulo Travi)
50
30
14
6
50
60,00
1,00


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
118
65
38
15
89
55,08
0,75


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
286
154
76
56
232
53,85
0,81


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
89
47
30
12
64
52,81
0,72

*Mínimo de 41 partidas disputadas.

 

NÚMEROS NO CAMPEONATO BRASILEIRO

Os goleiros que mais vezes jogaram partidas de Campeonato Brasileiro

C
JOGADOR (NOME COMPLETO)
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
575
279
137
159
646
56,46
1,12


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
185
85
63
37
159
57,30
0,86


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
154
67
48
39
150
53,90
0,97


Denis (Denis Cesar de Matos)
83
36
18
29
92
50,60
1,11


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
72
32
29
11
54
57,87
0,75


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
59
27
20
12
48
57,06
0,81


Sidão (Sidney Aparecido Ramos da Silva)
46
20
18
8
46
56,52
1,00


Renan Ribeiro (Renan Ribeiro)
31
11
6
14
41
41,94
1,32


Toinho (Antônio Pádua Soares)
26
14
8
4
18
64,10
0,69

10º
Roger (Roger José de Noronha Silva)
24
10
8
6
36
52,78
1,50

Com a participação de 2017, Renan estreia nessa lista. 

 

Os goleiros com melhores aproveitamentos em jogos Campeonato Brasileiro

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
72
32
29
11
54
57,87
0,75


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
185
85
63
37
159
57,30
0,86


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
59
27
20
12
48
57,06
0,81


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
575
279
137
159
646
56,46
1,12


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
154
67
48
39
150
53,90
0,97


Denis (Denis Cesar de Matos)
83
36
18
29
92
50,60
1,11

*Mínimo de 48 jogos disputados. Somente seis goleiros se enquadram nesse critério. 

 

Os goleiros com melhor média de gols sofridos em jogos de Campeonato Brasileiro

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
72
32
29
11
54
57,87
0,75


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
59
27
20
12
48
57,06
0,81


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
185
85
63
37
159
57,30
0,86


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
154
67
48
39
150
53,90
0,97


Denis (Denis Cesar de Matos)
83
36
18
29
92
50,60
1,11


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
575
279
137
159
646
56,46
1,12

*Mínimo de 48 jogos disputados. 

 

Os goleiros com melhores taxas de vitória em jogos de Campeonato Brasileiro

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%V
MS


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
575
279
137
159
646
48,52
1,12


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
185
85
63
37
159
45,95
0,86


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
59
27
20
12
48
45,76
0,81


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
72
32
29
11
54
44,44
0,75


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
154
67
48
39
150
43,51
0,97


Denis (Denis Cesar de Matos)
83
36
18
29
92
43,37
1,11

*Mínimo de 48 jogos disputados. 

 

NÚMEROS NA COPA LIBERTADORES

Os goleiros que mais vezes jogaram partidas de Libertadores da América

C.
Jogador
J
V
E
D
GS
%PG
MS


Rogério Ceni (Rogério Ceni)
90
51
16
23
80
62,59
0,89


Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
28
14
7
7
23
58,33
0,82


Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
24
10
8
6
21
52,78
0,88


Denis (Denis Cesar de Matos)
15
4
4
7
19
35,56
1,27


Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
10
4
4
2
9
53,33
0,90


Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
6
1
2
3
13
27,78
2,17


Bosco (João Bosco de Freitas Chaves)
4
2
1
1
5
58,33
1,25


Alexandre (Alexandre Escobar Ferreira)
3
3
0
0
0
100,0
0,00


Vanderlei (Vanderlei Ramildo Augusto da Silva)
2
1
0
1
0
50,00
0,00

10º
Toinho (Antônio Pádua Soares)
1
1
0
0
1
100,0
1,00

11º
Renan Ribeiro (Renan Ribeiro)
1
1
0
0
0
100,0
0,00

Somente 11 goleiros, em toda a história, defenderam o Tricolor em jogos de Copa Libertadores. Bem, ao menos, goleiros de fato, pois existe um caso raro de jogador debaixo das traves que não era exatamente um goleiro…

 

A RELAÇÃO COMPLETA DE GOLEIROS

Jogador
Entrada
 Saída

Nestor (Nestor de Almeida)
1930
1931

Joãozinho (João Dedivitz)
1931
1934

Moreno (Pedro Moreno)
1932
1935

José Lengyl (José Lengyl)
1933
1934

Mário (Nome completo desconhecido)
1934
1934

Jurandyr (Jurandyr Correia dos Santos)
1934
1935

King (Nivacir Innocêncio Fernandes)
1936
1948

Ananias (Ananias Rocha)
1936
1937

Caxambu (Hélio Geraldo Caxambu)
1937
1943

Jaime (Jaime Inocêncio Fernandes)
1937
1937

Irio (Irio Dias dos Santos)
1938
1938

João Ferreira (João Ferreira)
1938
1938

Pedroza (Roberto Gomes Pedroza)
1936
1942

Raymundo (Nome completo desconhecido)
1940
1940

Wilson (Wilson Reinhardt)
1940
1940

Doutor (Pedro Octávio Camargo Penteado)
1941
1944

Fernando (Fernando Sais)
1943
1948

Gijo (Romualdo Sperto)
1944
1949

Mário (Mário de Oliveira)
1948
1952

Bertolucci (Antônio Bertolucci)
1948
1955

Alfredo (Alfredo Pires dos Santos)
1948
1949

Tabarelli (Nelson Tabarelli)
1949
1949

Maurillo (Maurillo José de Souza)
1949
1949

Jose Poy (Jose Poy)
1949
1962

Fábio (Fábio Crippa)
1950
1950

Costa (Raul da Costa)
1954
1956

Floriano (Floriano Ferreira Gonçalves)
1956
1956

Paulo (Paulo Martorano)
1956
1959

Bandeira (Antônio Bandeira)
1956
1956

Luis Bonelli (Luís Carlos Bonelli)
1956
1957

Amaury (Amaury Ferreira Gomes)
1957
1957

Waldemar (Waldemar Chiarelli)
1956
1958

Canarinho (Agenor Cortarelli)
1959
1959

Fernandes (Osvaldo Fernandes)
1959
1959

Albertino (Gilberto Trindade)
1959
1961

Suly (Suly Cabral Machado)
1961
1966

Élcio (Élcio Carlos Gianneschi)
1961
1961

Dobrew (José Dobrew)
1962
1962

Gilberto (Gilberto Geraldo de Moraes)
1963
1968

Glauco (Glaúco José do Livramento)
1963
1963

Barreira (Lourival Barreira)
1964
1964

Nilson (Nilson Quilião Ventura)
1964
1964

Carlos (Carlos Pedra Filho)
1964
1965

Raul (Raul Guilherme Plassman)
1965
1965

Fábio (Fábio Arlindo Medeiros)
1966
1967

Sérgio (Sérgio Wágner Valentim)
1966
1974

Picasso (Ronei Paulo Travi)
1967
1971

Alberto (Abraham Ben-Lulu)
1966
1967

Cláudio Cortegiano (Cláudio Cortegiano)
1968
1971

Vanderlei (Vanderlei Ramildo Augusto da Silva)
1971
1973

Rui (Ruy de Menezes Câmara Júnior)
1972
1972

Valdir (Valdir Valentim)
1972
1972

Pascoalim (Fernando Antônio Paschoalim)
1973
1976

Waldir Peres (Waldir Peres Arruda)
1973
1984

Getúlio (Getúlio Pedro da Cruz)
1974
1974

Alfredo (Alfredo Santo Guerra)
1976
1976

Raul (Raul Bosse)
1976
1976

Toinho (Antônio Pádua Soares)
1977
1982

Moreira (Reuther Moreira)
1977
1981

Celso Botega (Celso Antônio Botega)
1977
1978

Sérgio II (Sérgio Roberto da Silva)
1977
1977

Naim (Naim Fayad Neto)
1978
1978

Cláudio (Claudio Roberto Moreira Gomes)
1980
1980

Tonhão (Antônio Carlos Berni)
1981
1981

Barbirotto (Antônio Barbeirotti Junior)
1981
1985

Abelha (João Batista Lopes Abelha)
1984
1985

Tonho (Antônio Santos da Silva)
1985
1985

Zé Carlos (José Carlos Perfeito Carneiro)
1985
1987

Oliveira (Ronaldo dos Reis Oliveira)
1985
1986

Gilmar (Gilmar Luiz Rinaldi)
1985
1990

Roberto Rojas (Roberto Antonio Rojas Saavedra)
1987
1989

Maizena (Geraldo Carlos Burile)
1989
1989

Anselmo (Anselmo Luís Rodrigues)
1989
1990

Marcos (Marcos Antônio Alvim Bonequini)
1988
1994

Zetti (Armelino Donizete Quagliato)
1990
1996

Alexandre (Alexandre Escobar Ferreira)
1986
1992

Gilberto (Gilberto Felix de Melo)
1993
1993

Rogério Ceni (Rogério Ceni)
1990
2015

Moscatto (José Augusto Buoro Moscatto)
1995
1995

Paulo Sérgio (Paulo Sérgio de Rezende)
1997
1999

Roger (Roger José de Noronha Silva)
1997
2005

Alencar (Francisco Paulo de Alencar Filho)
2000
2001

Márcio (Márcio Augusto dos Santos Aguiar)
2002
2003

Mateus (Mateus Versolato Júnior)
2003
2007

Flávio Roberto (Flávio Roberto Kretzer)
2004
2005

Bosco (João Bosco de Freitas Chaves)
2006
2010

Fabiano (Fabiano Ribeiro de Freitas)
2007
2007

Denis (Denis Cesar de Matos)
2009
2017

Leonardo (Leonardo da Silva Vieira)
2007
2016

Renan Ribeiro (Renan Ribeiro)
2013
2018

Lucas (Lucas Estella Perri)
2013
 – 

Lucas (Lucas Paes Souza)
2013
 – 

Lucas Anselmo (Lucas Anselmo Maticoli)
2011
2018

Sidão (Sidney Aparecido Ramos da Silva)
2017
2018

Júnior (Dênis de Oliveira Aguiar Júnior)
2015
 – 

Jean (Jean Paulo Fernandes Filho)
2018
 – 

 

CASOS RAROS DE GOLEIROS NEM TÃO GOLEIROS ASSIM

Cozinheiro

Em 20 de junho de 1937, no Parque Antárctica, o São Paulo venceu o São Paulo Railway (atual Nacional) por 3 a 1 em uma partida para lá de conturbada. Faltando pouco mais de um minuto para o fim, um conflito generalizado entre os atletas resultou em três jogadores do time dos ferroviários (Cipó, Guedes e Carlos Leite) expulsos. Annibal, Felipelli e Xaxá, do Tricolor, também foram excluídos da partida, além do goleiro King.  

Assim, o médio Cozinheiro – apelido de Antônio Luiz – foi para a baliza. Entretanto, não teve que praticar defesa alguma. Em pouco tempo o árbitro encerrou a partida.

Belletti

O outro “arqueiro” improvisado que saiu sem sofrer gol em sua campanha sob às traves foi o lateral-direito Belletti. Contudo, o São Paulo saiu derrotado do jogo em que defendeu o gol, contra o Santos, em 10 de maio de 2000, no Morumbi.

O Tricolor empatava com time praiano por 1 a 1 quando, aos 40 minutos do segundo tempo, o árbitro Paulo César de Oliveira expulsou o volante Axel. Três minutos depois o Santos passou à frente no marcador com um gol polêmico, em que a bola possivelmente não atravessou a linha completamente. Por reclamação, o goleiro Rogério Ceni foi expulso aos 45 minutos. Como o time são-paulino já havia realizado três substituições, coube a Belletti defender a meta. O lateral, contudo, pouco teve a fazer até o fim do jogo.

Maicon

O zagueiro Maicon, ao atuar como goleiro do time são-paulino por quase cinco minutos nos momentos finais da partida contra o The Strongest, em La Paz – em que o Tricolor conquistou classificação para as oitavas de finais da Copa Libertadores 2016 –, se tornou o sexto jogador de linha a jogar também sob as traves da meta, em toda a história do clube.

Com duas intervenções importantes, quando o time boliviano alçou bolas na área no desespero de alcançar alterar o placar, Maicon garantiu o resultado favorável ao São Paulo e se igualou aos outros dois inesperados “goleiros” que defenderam o clube sem serem vazados. Contudo, somente Maicon participou efetivamente de lances decisivos, que salvaram as redes tricolores de serem balançadas.

Em outras três oportunidades um atleta de linha do Tricolor foi jogar como goleiro, porém – ou como infelizmente se espera em situações deste tipo – acabaram sofrendo gol.

Luizinho

No longínquo ano de 1931, quando não eram permitidas substituições em jogos de competição oficial, o São Paulo enfrentou o Palestra Itália, fora de casa, e perdeu por 3 a 2. Nesta partida, ocorrida em 1 de maio, o primeiro goleiro da história do Tricolor teve sua carreira abruptamente encerrada no começo do segundo tempo: Nestor de Almeida se contundiu gravemente no joelho e deixou o gramado… para sempre. No lugar do guardião ficou o ponta-direita Luizinho.

Para piorar, o ponta-esquerda Armadinho também havia se machucado. Com dois atletas a menos, o time são-paulino se postou heroicamente em campo (principalmente os defensores Clodô e Barthô, e Bino, na linha média), não deixando o time mandante chutar uma vez sequer em gol, mesmo de longe, durante quase toda a etapa complementar. Mas aos 42 minutos, o tento injusto de Aldo aconteceu e Luizinho nada pode fazer para impedir a derrota.

Gustavo Nery

O último caso, justamente também a última vez em que esse tipo de fato havia acontecido, antes da partida de quinta-feira passada, se deu em 24 de julho de 2003, no Morumbi, quando o São Paulo enfrentou a Ponte Preta pelo Campeonato Brasileiro. O Tricolor já estava com um jogador a menos dentro das quatro linhas (Júlio Santos fora expulso aos 37 minutos do segundo tempo), quando Rogério Ceni recebeu o cartão vermelho após ser advertido mais uma vez com o amarelo, em falta fora da área.

Novamente com todas as substituições já realizadas, a camisa de goleiro caiu nas mãos do lateral esquerdo Gustavo Nery, que, contudo, não resistiu à bola lançada na área e ao cabeceio de Rafael, que marcou o gol da vitória da Ponte Preta, por 2 a 1, aos 48 minutos da etapa final.

Ruy

Desafortunadamente, Ruy substituiu o goleiro Gijo em um clássico majestoso ocorrido em 16 de abril de 1947, válido pela Taça Cidade de São Paulo. Quando Gijo deixou a partida, machucado, o confronto estava em 1 a 1. Sem substituições permitidas, Ruy foi para a meta e sofreu quatro gols naquela inauspiciosa partida.