fbpx
31.1 C
Porto Velho
quinta-feira, 25 abril 2019, 17:48

Governo Federal recebe encaminhamentos referentes a segurança pública de Rondônia

Na semana em que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, lançou o Projeto de Lei Anticrime, que vai encaminhar ao Congresso Nacional um pacote de alterações em 14 leis com intuito de combater de forma mais efetiva a corrupção, crimes violentos e o crime organizado, o secretário de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania de Rondônia, Coronel José Hélio Cysneiros Pachá, buscou apoio para as principais demandas rondonienses na capital federal.

CICC

O Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) foi criado para ser utilizado durante a copa de 2014 no Brasil e se tornou referência como plataforma integradora de inteligência de segurança, que recebe informações e encaminha com celeridade para a força ou guarnição mais próxima do fato. O coordenador-geral do Sistema Integrado de Comando e Controle, Wanius de Amorim, recebeu o secretário rondoniense, que lembrou que há um projeto suspenso no órgão desde o governo anterior. “O nosso projeto é o menos dispendioso de todos. A estimativa é a de que não passe de R$ 8 milhões”, explicou. O centro de comando será customizado para cobrir essencialmente a necessidade de Rondônia. “O centro integrado será criado de acordo com a nossa realidade e o tamanho de nossa estrutura”. Segundo ele, Rondônia entra com a estrutura física, as instalações e o efetivo. O equipamento e tecnologia vem do governo federal.

APARELHAMENTO DO BOPE

O secretário nacional de Segurança Pública, general Guilherme Theóphilo, recebeu demandas do secretário Pachá especificamente referentes a reforçar o aparelhamento do Bope no estado de Rondônia. Ele fez um histórico da corporação que foi criada em julho de 2018, por meio do decreto nº 22.956. “O primeiro comandante desta corporação ao tomar posse foi em setembro do mesmo ano”, explicou Pachá. O secretário listou itens que a Secretaria Nacional têm em maior quantidade e possam doar ao Bope rondoniense ou cede-los por período específico. “Uma das maiores demandas são os trajes policiais. Os que estamos utilizando foram doados pela Polícia Federal local, mas já estão vencidos”, comentou. O secretário de segurança ainda afirmou que os custos destes materiais impedem a aquisição neste momento.

Em seguida as mesmas demandas de doação ou cessão foram encaminhadas ao diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, porém com objetivo de receber armamentos da polícia, que não estão sendo utilizados. “Estes itens estão na Polícia Federal em Porto Velho e para nós pode ser de grande valia”, solicitou José Pachá.

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

Na semana do lançamento do pacote anticrime do governo federal, a comitiva de segurança pública de Rondônia participou do evento do Ministério da Justiça, juntamente com o governador Marcos Rocha. O secretário estadual apresentou sugestões em determinado momento do lançamento do projeto e ouviu do ministro Sergio Moro que o documento a ser encaminhado ao Congresso Nacional ainda está em aberto. Moro sugeriu que sejam formalizadas estas indicações do estado de Rondônia. “Vamos encaminhar as sugestões ao Conselho Nacional de Segurança Pública e Defesa Social para dar mais peso, fundamentação e coesão, às nossas sugestões. Expliquei para ele em linhas gerais alguns aspectos individuais e ele gostou bastante e comprou a ideia”, concluiu.




Fonte:SECOM

Últimas notícias: