fbpx
24 C
Porto Velho
terça-feira, 16 julho 2019, 04:07
Governo de Rondônia
Site de apostas
Site de apostas

Segurança para os parques do DF é tema de reunião entre secretários – Brasília

Em reunião realizada nesta quinta-feira (14), os secretários de Segurança Pública, Anderson Gustavo Torres, e de Meio Ambiente, José Sarney Filho, avaliaram um mapeamento das principais necessidades ligadas à segurança de 18 parques do Distrito Federal. As ações tiveram início após a bem-sucedida operação de reforço da estrutura de segurança do Parque da Cidade Sarah Kubitscheck.




O Parque Ecológico Saburo Onoyama, em Taguatinga Sul, desponta nesse mapeamento como o local mais crítico. Segundo os dados apurados no mapeamento da Secretaria de Segurança Pública, a área, bastante arborizada, com quadras poliesportivas, trilhas e infraestrutura para lazer, tem sido invadida por pessoas estranhas que provocam brigas e agressões, causam tumulto e levam sujeira para o local.

Sarney Filho chamou a atenção para o fato de que os problemas relacionados à segurança repercutem em vários âmbitos. O primeiro reflexo é sentido pela comunidade, que, assustada, se afasta dos parques.  No caso do Onoyama, o comportamento destrutivo dos vândalos, usuários de drogas e adolescentes infratores também prejudica as ações educativas previstas dentro do programa Parque Educador, iniciativa realizada em parceria entre o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) e as secretarias de Meio Ambiente (Sema) e de Educação do DF.

 Conservação

 “Queremos que as crianças e adolescentes, professores e a população local não tenham medo de frequentar o Onoyama e os demais parques do DF”, afirmou o secretário Sarney Filho. “A segurança é um direito de todos, mas é importante, também, que esses espaços públicos estejam limpos e bem-conservados”.

 O programa Parque Educador tem como foco o receptivo de alunos de escolas públicas do DF para a realização de ações de educação integral, ambiental e patrimonial. A iniciativa contempla o Onoyama, o Parque Três Meninas (Samambaia), a Estação Ecológica Águas Emendadas e os parques ecológicos Sucupira (Planaltina) e Águas Claras, Parque Ecológico Águas Claras. Ainda este ano, serão incluídos no programa o do Parque Ecológico Dom Bosco (Lago Sul) e o Parque Ecológico e Vivencial do Riacho Fundo.

O secretário Anderson Gustavo Torres explicou que a pasta estuda a elaboração de um amplo programa de segurança pública no DF, cobrindo as áreas mais problemáticas do DF, como já vem sendo feito no Parque da Cidade Sarah Kubitscheck. “As ações realizadas no Parque da Cidade podem gerar, inclusive, um protocolo que pode ser estendido aos demais parques do Distrito Federal”, informou o secretário.

Últimas notícias: