30.4 C
Ariquemes
domingo, 24 março 2019, 11:35

Barco Deus é Amor adia viagem com passageiros do rio Preto para atender às vítimas da cheia do Madeira com o transporte de água potável e cestas básicas

imagem11-03-2019-12-03-34

Dois fardos de água mineral foram levados no Barco Deus é Amor




Em virtude da ação emergencial realizada neste domingo (10) pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas) numa parceria com a prefeitura de Porto Velho, para levar cestas básicas e água potável às vítimas da cheia do rio Madeira, no distrito de Nazaré, foi adiada para a próxima quinta-feira (14) a viagem que o Barco Deus é Amor faria nesta segunda-feira (11) com passageiros das comunidades do entorno do rio Preto. A viagem sob o comando da Seas acontece pelo menos duas vezes por mês para o transporte gratuito de passageiros e produtos.

Embora a prefeitura da capital ainda não tenha declarado situação de emergência, uma vez que neste domingo a  previsão é que o nível do rio Madeira atingisse os 17,25 metros, oito centímetros abaixo do registrado no sábado (17,33m), mantendo-se na situação de alarme, o governo estadual está com a estrutura preparada, inclusive para atender aos demais municípios, conforme garantiu a adjunta da Seas, Liana Silva de Almeida Lima, que acompanhou neste domingo, juntamente com o prefeito Hildon Chaves, os preparativos do barco, que é de responsabilidade da Seas, e foi cedido pelo governo para transportar 200 cestas básicas e dois mil fardos de água mineral doados pela prefeitura para as famílias atingidas pela cheia do rio Madeira, no distrito de Nazaré. Também foram levadas pranchas de madeira para restauração de pontes na região. Seguiram no barco, equipes da Seas, prefeitura e das Defesas Civis do Estado e Municipal.

De acordo com Liana Silva, a orientação do governador Coronel Marcos Rocha é que todos os esforços sejam feitos neste momento para atender às vítimas da enchente, que se configura como uma das maiores dos últimos anos em Rondônia. O governo também providencia, por meio de licitação comandada pela Seas, a aquisição de 19.700 garrafões de água mineral de 5 litros e kits de higiene e limpeza. Paralelamente, conforme o subcomandante do Corpo de Bombeiros, coronel Gilvander Gregório de Lima, acontece a campanha de arrecadação de água, alimentos, roupas e calçados “S.O.S Enchente 2019” para atender ao Baixo-Madeira  (São Miguel, Mutum, Bom Jardim e demais localidades). A ação tem o apoio da Seas, Comando Geral da Polícia Militar, Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), entre outros órgãos estaduais e municipais, onde poderão ser entregues as doações.

Adjunta da Seas, Liana Silva de Almeida Lima, acompanhou neste domingo, juntamente com o prefeito Hildon Chaves, os preparativos do barco

O capitão Victor, diretor de Logística do Corpo de Bombeiros, informou que na capital até este domingo havia 139 famílias desabrigadas e 140 desalojadas, o equivalente a seis mil pessoas atingidas; enquanto que em Candeias do Jamari há 182 pessoas atingidas entre 47 famílias desabrigadas e 24 desalojadas; e em Nova Mamoré são seis desabrigadas e 19 desalojadas, totalizando 61 pessoas atingidas. O capitão adiantou que a previsão para esta segunda-feira é que o nível do Madeira baixe para 17,21m.

A diferença entre desabrigadas e desalojadas, é que a família desalojada está abrigada na casa de um parente ou conhecido. Já a desabrigada não tem para onde ir. É levada para abrigos provisórios instalados em ginásios.

A secretária Liana aproveitou para pedir a compreensão das pessoas que utilizavam o ginásio Fidoca para a prática desportiva e que agora estão impossibilitadas devido às famílias abrigadas no local. “Pedimos a compreensão porque se trata de uma ação emergencial”, disse Liana, completando que todos os equipamentos estão guardados com segurança.

Leia mais:

 Governo pontua ações para atender atingidos pela cheia em Rondônia

 Novas ações para atender às vítimas das cheias em Rondônia são discutidas em reunião na Secretaria de Assistência e do Desenvolvimento Social

 

Últimas notícias: