fbpx
24.9 C
Ariquemes
terça-feira, 26 março 2019, 16:18

[COLUNA] – Investigações do MP contra ex-Chefe da Casa Civil de Confúcio correm risco de prescrição – Politico

CompartilheTweetAssine

Inquéritos foram instaurados em 2017 e há quase um ano que Emerson Castro deixou de ter foro, mas procedimentos continuam com Procurador Geral de Justiça

imagem15-03-2019-02-03-20

Andando, mas parado

Desde 2017 que encontra-se em andamento no Ministério Público do Estado de Rondônia os Inquéritos Civis Públicos nº 2016001010010472, 2016001010010492 e 2016001010010491, bem como o Procedimento Investigatório Criminal nº 201600101003149 que investigam o ex-chefe da Casa Civil do governo de Rondônia Emerson Castro. Os procedimentos investigam enriquecimento ilícito, tráfico de influência e outros supostos desvios por parte do ex-agente público. No Ofício SEI nº 467/2019/GAB-PGJ encaminhado à PAINEL POLÍTICO na última segunda-feira, o Procurador Geral de Justiça, Aírton Pedro Marin Filho informou que “os feitos estão sob sigilo, decretado pelo órgão de execução (5ª PJ), por ocasião da instauração dos procedimentos, a fim de preservar as investigações, o que torna restrito o acesso ao seu conteúdo”.




O documento

Revela ainda que “Para a apuração dos fatos foram implementadas diligências tais como, dentre outras, a solicitação de cópia de processos administrativos para análise e oitiva de diversas pessoas (ao todo 29 depoimentos), cujos termos foram anexados no ParquetWeb, vinculados aos respectivos procedimentos”. O ofício foi encaminhado após nós solicitarmos, através da Ouvidoria, um esclarecimento sobre as investigações. Porém…

Não explicou

Emerson Castro não ocupa cargo de secretário de Estado desde quando Confúcio Moura renunciou ao governo, em 4 de abril do ano passado. Ou seja, há quase um ano que ele deixou de ser responsabilidade do Procurador Geral. Os procedimentos já deveriam ter sido distribuídos para a promotoria. Além disso, a esposa de Castro também é alvo de averiguações e ela nunca teve foro, portanto não deveria estar sob a responsabilidade do Procurador Geral. Os procedimentos foram instaurados pelo GAECO, o Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado, o que também é estranho. Mais complicado ainda é não ter tido um desfecho. Agora sabe o que é pior?

Eu conto

Daqui a pouco tempo os procedimentos podem caducar, ou seja, os supostos crimes investigados prescrevem e caso eles tenham ocorrido, o ex-chefe da Casa Civil escapa impune. Nesta terça-feira solicitamos do MP o histórico do andamento processual de todos os feitos e a identificação de quais dos feitos são relacionados a quem. O inquérito pode até ser sigiloso, sabe-se lá por nqual motivo, mas os andamentos não. Abaixo, o ofício encaminhado por e-mail pelo Ministério Público do Estado.

imagem15-03-2019-02-03-20Ofício encaminhado pelo MP-RO

Ladeira abaixo

Falando em Ministério Público a gente lembra do prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves que integrou o Parquet por vários anos. Uma enquete colocada no ar nesta terça-feira pelo site Rondoniaovivo indicou, em menos de seis horas no ar, que o prefeito não seria reeleito se dependesse dos 3,5 mil votantes. 82% disseram que não votariam em Hildon em caso de reeleição. Um cenário bem diferente de 2017, quando o ex-promotor assumiu nadando em popularidade. Agora a correnteza empurra para uma queda sem precedentes.

Vivo e respirando

O PT de Rondônia deverá ser comandado pelo ex-deputado federal Padre Ton (que não é mais padre). Atualmente ele é vice-presidente estadual da legenda, que tem como presidente o deputado estadual Lazinho que vai se licenciar. Ton também vai mudar seu domicílio eleitoral para Porto Velho e disse que a proposta é ajudar o partido nas eleições de 2020. Em conversa rápida com a coluna, o dirigente declarou que a legenda ainda não tem, nem definiu nome para disputar a prefeitura da capital ano que vem. Com o fim das coligações majoritárias, a questão ainda está longe de ser definida internamente.

Deu ruim

Com a péssima repercussão que teve a notícia sobre a tal “fundação Lava Jato” para gerenciar recursos pagos pela Petrobrás ao governo americano, que por sua vez repassaria o dinheiro ao MPF do Paraná, a idéia miou. Mas o dinheiro está em uma conta judicial. O Ministério Público deveria repassar à União e esta distribuir aos Estados, isso sim, seria prestar um grande serviço ao país. O resto é populismo barato.

Comer nozes pode diminuir o risco de doença cardiovascular em diabéticos

Comer nozes pode diminuir o risco de doença cardiovascular (DCV) e de morte em pessoas com diabetes tipo 2, de acordo com um estudo publicado on-line no periódico Circulation Research. Os pesquisadores descobriram que níveis mais altos de consumo de nozes – especialmente os que dão em árvores, como nozes, castanhas de caju e amêndoas – estavam associados a maiores reduções do risco cardiovascular. “Nossos resultados fornecem novas evidências que embasam a recomendação de incluir nozes em padrões alimentares saudáveis para a prevenção de complicações das DCV e de mortes prematuras entre indivíduos com diabetes”, disse o primeiro autor, Dr. Gang Liu, Ph.D., da Harvard T.H. Chan School of Public Health, em Boston, Massachusetts, em um comunicado à imprensa. E, mesmo se as pessoas já comessem nozes antes do diagnóstico de diabetes, o aumento do consumo após o diagnóstico mostrou benefícios cardiovasculares. “Parece nunca ser tarde para melhorar a dieta e estilo de vida após o diagnóstico entre os indivíduos com diabetes tipo 2”, acrescentou Dr. Gang. As nozes fornecem uma excelente fonte de nutrientes saudáveis, como ácidos graxos insaturados, proteínas vegetais, fibras, minerais, vitaminas e fitoquímicos anti-inflamatórios.

Últimas notícias: