22.1 C
Ariquemes
sábado, 23 março 2019, 20:32

Mostra do Cinema da USP expõe a diversidade de filmes nacionais | São Paulo

Conhecida como uma das mostras mais tradicionais do Cinema Paulo Emílio da USP (Cinusp), “Novíssimo Cinema Brasileiro” chega à oitava edição, que explora a rica variedade da cinematografia brasileira atual. Com 21 filmes que lidam com os mais diversos temas, o evento fica em cartaz até 24 de março na capital.




As exibições ocorrem de segunda a sexta-feira, em sessões às 16h e às 19h, na Cidade Universitária, e nos fins de semana, às 18h e às 20h, no Centro Universitário Maria Antonia (Ceuma) da Universidade de São Paulo (USP), na Vila Buarque, região central de São Paulo.

Diversidade é a palavra-chave para entender a mostra deste ano. Serão apresentados filmes de diversos gêneros, desde o terror até documentários. “Buscamos trazer filmes que de alguma forma impactaram o cinema recente brasileiro”, comenta Luis Henrique dos Santos, um dos curadores da mostra. “Não nos preocupamos em traçar uma linha temática ou procurar tendências que os englobem”, acrescenta.

Obras

Coincidente com o início das aulas, a mostra será responsável pelo primeiro contato dos calouros da USP com o projeto. Segundo Santos, esse fator foi significativo para a seleção das obras, já que os alunos constituem parte considerável do público do Cinusp. “Nós poderíamos muito bem recepcioná-los passando apenas os filmes mais populares, mas acreditamos que essas obras têm a cara do que o Cinusp legitimamente é”, complementa.

A forte presença de obras que não foram produzidas no eixo Rio-São Paulo também chama a atenção na mostra. A cidade de Contagem, nos arredores de Belo Horizonte, em Minas Gerais, por exemplo, é representada por três filmes.

Esse fato reflete um aspecto que já se evidencia na produção do cinema nacional há alguns anos e continua se fortalecendo cada vez mais, de acordo com o curador. Luis Henrique dos Santos conta que o predomínio desses filmes não foi algo planejado pelos curadores. Inclusive, os filmes da mostra mais premiados são justamente os que fogem daquele eixo.

Enredos

Selecionado pelo Festival de Roterdã e ganhador de diversos prêmios no Festival de Brasília, o longa “Arábia”, rodado em Minas Gerais, é um bom exemplo do que a mostra do Cinusp pretende. O filme conta a história de André, um jovem morador de Ouro Preto, que encontra o diário de um operário metalúrgico que sofreu um acidente. Por meio das memórias ali escritas, o enredo propõe reflexões sobre as condições de vida de trabalhadores marginalizados.

“Bingo: O Rei das Manhãs” é um dos principais destaques da mostra. Lançada em agosto de 2017, a comédia dramática traz a figura icônica do palhaço Bozo, interpretado por Vladimir Brichta. As frustrações por jamais ser reconhecido pelos fãs por estar sempre fantasiado, ao mesmo tempo em que vive um dos personagens mais famosos do País, subverte o imaginário infantil dos anos 1980.

Mais informações sobre a mostra “Novíssimo Cinema Brasileiro” podem ser obtidas pelo telefone (11) 3091-3540. A programação completa da mostra está disponível no site do Cinusp.

Últimas notícias: