fbpx
25 C
Porto Velho
segunda-feira, 16 setembro 2019, 22:57
Site de apostas
Site de apostas

Como os drones podem otimizar custos, impactar negócios e a vida das pessoas

É cada vez mais comum a presença dos drones no dia a dia das pessoas e em vários mercados que dependem de algum tipo de imagem aérea, seja para gerar dados específicos ou otimizações processuais, melhorias e redução significativa de custos ou uso recreativo.

Números da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) comprovam que estes equipamentos no País registraram crescimento exponencial de quase 100% em dois anos. Em 2017, quando o registro de drones passou a ser obrigatório na Anac, tanto para o uso profissional quanto recreativo, haviam 30.087 no país. Esse número passou para 59.491 em 2018 e até o presente momento, em 2019, o registro é de 62.048 unidades, podendo ultrapassar 80 mil até dezembro.

E ONDE ESTÃO ESSES DRONES?

Uma estimativa da consultoria PwC aponta que o uso do equipamento para o mercado de agronegócios no país é superior ao resto do mundo, onde cerca de 40% das aeronaves não tripuladas estão presentes criando novas oportunidades de serviços, otimizando produção de imagens e consequentemente reduzindo custos.

Os drones podem ser úteis em diversos outros segmentos, desde aplicações com maiores níveis de especialização, até aplicações cotidianas. Estes podem ser explorados nas áreas de segurança pública e privada, mineração, energia, mercado imobiliário para vistorias, mapeamentos de diversas finalidades, inspeções para fins de seguro, acompanhamento de obras e diversas outras aplicações que ainda devem surgir.

Os drones oferecem ainda muitas oportunidades de empregos para operadores e profissionais especializados no processamento e análise dos dados. Além dos empregos, estima-se ainda que muitos custos operacionais serão reduzidos e isso pode refletir diretamente no bolso do consumidor final. Um bom exemplo é o uso de drones pulverizadores na agricultura que atuam no foco das doenças, pulverizando somente locais que necessitam de ações. Se comparado aos processos convencionais de pulverização por meio de aviões agrícolas, os custos são consideravelmente menores e ainda mais eficazes.

Startup de drones visa facilitar a compra de serviços buscando as melhores condições comerciais para clientes

Localizada em um ambiente de inovação do Centro Incubador de Empresas de Marília-SP (http://ciem.univem.edu.br), está a Vooxer (www.vooxer.com), um marketplace de serviços com drones que busca resolver problemas relacionados a padronização de preços, produtos e ainda “zerar” os custos relacionados a mobilização na hora da prestação de algum tipo de serviço.

Na Vooxer, o usuário insere a sua demanda e ela retorna os valores e prazos estimados para atende-las na região especificada. Permanecendo o interesse no serviço, a plataforma retorna ao com cotações de parceiros para atender a demanda, buscando os prestadores qualificados. Optando pela aquisição, o cliente escolhe a melhor proposta, realiza o pagamento e o prestador de serviços é acionado para realizar o trabalho. A Vooxer disponibiliza um meio de rastreamento das etapas do trabalho e valida os produtos antes de serem entregues, repassando o pagamento ao prestador somente após a aceitação dos trabalhos pelo cliente.

Para Antonio Lira, fundador da Vooxer, a startup surgiu com o objetivo de reduzir custos as empresas usuárias de imagens aéreas. De acordo com ele, o aplicativo Vooxer oferece a comodidade do cliente não precisar pesquisar com várias empresas prestadoras de serviços e desconhecidas, pois o trabalho da Vooxer é justamente encontrar as melhores condições a seus clientes.

Ainda para quem se interesse em prestar serviços, é possível se cadastrar como parceiro e atender clientes. Todos os prestadores de serviços passam por um processo de qualificação e são orientados em um plano de desenvolvimento para atenderem aos mercados que são de seu interesse.

Nem só de mapeamento vivem os drones

Um dos maiores desafios que estas startups encontram no Brasil é a grande dimensão das áreas no setor de agricultura. Segundo a NASA, o Brasil possui hoje 63.994.479 hectares de área plantada. Pensando em resolver este problema, a Startup Brasileira Nuvem UAV (NuvemUAV.com), que tem filial nos Estados Unidos, desenvolve drones com foco em alta produtividade. Enquanto os modelos chineses se limitam a 20 minutos de voo e carregam câmeras de pequeno formato, a Nuvem UAV utiliza sensores especiais para agricultura e conta com modelos que vão de 1 hora de voo, como é o caso do multirotor Drone Spectral (DroneSpectral.com), até 3 horas, como o modelo de asa fixa Batmap (Batmap.com.br), cobrindo em um único voo áreas de mais de 10 mil hectares, dependendo da resolução desejada.

“As aplicações para estas plataformas são infinitas. O Drone é apenas um meio, não o fim. E como toda tecnologia, o drone veio para automatizar o trabalho repetitivo e perigoso, para que o homem gaste mais tempo pensando e menos tempo no trabalho braçal”, afirma Alexandre Mainardi, C.E.O. Da Nuvem UAV. Recentemente a empresa forneceu 15 drones para o controle biológico de uma fazenda de soja no Mato Grosso. Os drones são equipados com um dispenser que liberam pequenos ovos de uma espécie de mosca, que por sua vez faz o controle dos parasitas na plantação.

Segundo Alexandre Mainardi, com o uso dos drones a fazenda passou a realizar o mesmo serviço 12 vezes mais rápido se comparado ao modo anterior, que era realizado por pessoas caminhando por entre a plantação.

Assessoria especializada na hora de comprar seu drone

Na hora de comprar um equipamento, muitas pessoas se deparam com uma infinidade de marcas, modelos, preços e acessórios. Segundo Henrique Oliveira, da Startup Dronee (www.dronee.com.br), comprar um equipamento errado pode restringir o tipo de prestação de serviços que será ofertado ao mercado.

“Na hora de comprar um equipamento é importante entender qual o mercado espera-se atingir e qual valor agregado será entregue aos clientes”, destaca Henrique.

A Dronee auxilia pessoas que desejam comprar seus equipamentos e não sabem qual a melhor opção. No site da empresa, o usuário preenche um formulário indicando para qual aplicação deseja comprar um drone e, em até 24h, recebe um relatório personalizado com as melhores opções.

Fonte : exame.abril.com.br

Últimas notícias: