fbpx
24 C
Porto Velho
sábado, 25 maio 2019, 06:54

Detran.SP fecha quatro desmanches na região de Campinas | São Paulo

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) lacrou, nesta terça-feira (23), quatro desmanches em Campinas, Indaiatuba e Valinhos, durante Operação Integrada com a Polícia Civil.




Os estabelecimentos não tinham autorização do Detran.SP para vender peças usadas e comercializavam produtos sem nota fiscal e peças sem cadastro no departamento, como exige a lei estadual.

Em Indaiatuba foram duas lacrações, enquanto que em Campinas e em Valinhos foi uma, cada. Ao todo, seis estabelecimentos foram fiscalizados pelas equipes do Detran.SP, acompanhados da Polícia.

O departamento vai abrir procedimento administrativo nos casos e os proprietários dos desmanches clandestinos podem responder criminalmente e por danos ao ambiente pela atividade ilegal.

O principal objetivo da lei do desmonte é evitar o roubo e furto de veículos e a venda ilegal de peças. O cidadão pode colaborar com a fiscalização denunciando desmanches clandestinos à Ouvidoria do Detran.SP, pelo portal www.detran.sp.gov.br, na área de “Atendimento”.

Controle na palma da mão

Nos desmanches credenciados e regulares, as principais peças automotivas recebem uma etiqueta com número único de série e código QR-Code e são cadastradas no sistema online do Detran.SP pelas empresas. O consumidor pode consultar a procedência da peça e ter a garantia de comprar apenas itens de origem legal.

A pesquisa pode ser feita por meio do aplicativo de serviços do Detran.SP para tablets e smartphones ou qualquer outro aplicativo com leitor de CR-Code. A consulta também pode ser feita pelo portal www.detran.sp.gov.br, na área “Parceiros”, opção “Desmontes”.

A pesquisa exibe o tipo, a marca, o modelo e o ano do veículo ao qual a peça pertencia, além de identificar qual a empresa desmontadora e comercializadora do produto. Quando há registros fotográficos do veículo, as imagens ficam disponíveis para visualização.

Lei de desmonte

Sancionada em janeiro de 2014 e em vigor desde 1º de julho do mesmo ano, a lei estadual n° 15.276 é pioneira na regulamentação dos desmontes e serviu de referência para a criação da lei federal nº 12.977/2015, em vigor desde maio de 2015.

Para atuar no ramo e participar de leilões para adquirir veículos destinados a desmonte para comércio ou reciclagem das peças usadas, a legislação exige o credenciamento das empresas no Detran.SP, entre outros requisitos. Os principais objetivos são inibir o furto e o roubo de veículos, assegurar que empresas idôneas continuem atuando no mercado e garantir a legalidade do produto que chegará ao consumidor final.

Sobre o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo

Autarquia do São Paulo vinculada à Secretaria de Governo, o Detran.SP responde pelo planejamento, coordenação, execução e controle dos serviços relacionados a documentação de veículos, a Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) e tipos específicos de atuações nos 645 municípios paulistas, além de promover ações de educação e segurança para o trânsito. No Estado, são cerca de 24 milhões de CNHs e 30 milhões de veículos registrados, o que faz do Detran.SP o maior órgão executivo de trânsito da América Latina.

Informações ao cidadão

  • Portal: www.detran.sp.gov.br
  • Disque Detran.SP: Capital e municípios com DDD 11: 3322-3333. Demais localidades: 0300-101-3333. Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e aos sábados, das 7h às 13h.
  • Fale com o Detran.SP e Ouvidoria (críticas, elogios e sugestões): Acesso pelo portal, na área de “Atendimento”

Do Detran.SP

Últimas notícias: