fbpx
24.7 C
Porto Velho
sexta-feira, 24 maio 2019, 09:04

Projeto Quarta Cultural valoriza o talento e a identidade de artistas maranhenses – Maranhão

imagem26-04-2019-14-04-20

imagem26-04-2019-14-04-22

Cantor Zanto Holanda foi uma das atrações da edição da Quarta Cultural no Cresol (Foto: Divulgação)




A noite desta quarta-feira (24) foi mais uma vez de música, cordel, poesia e muita cultura maranhense. A edição da Quarta Cultural, promovida pelo Governo do Estado, através do Centro de Referência Estadual em Economia Solidária (Cresol), espaço vinculado a Secretaria do Trabalho e da Economia Solidária (Setres), deu a oportunidade para vários artistas mostrarem seus talentos, que valorizam a regionalidade e a identidade maranhense.

Realizada através de uma construção coletiva entre artistas, produtores locais e o Governo do Estado, a Quarta Cultural acontece todas as quartas-feiras na sede do Cresol, que fica localizado na Rua de Nazaré, 173, Centro Histórico de São Luís.

Uma das atrações da edição desta quarta foi o cantor Zanto Holanda, que destaca a relevância do Cresol e da Quarta Cultural para a valorização do seu trabalho. “Este é um espaço importante porque dá abertura e reconhecimento à prata da casa. Dessa forma, ele se torna primordial para todos os artistas, desde os iniciantes aos que já tem reconhecimento em São Luís pelo seu trabalho”, comentou. O cantor ressaltou também o fato de o espaço estar localizado numa área turística, o que, segundo ele, facilita a divulgação do trabalho e do talento dos artistas para todos os públicos.

Outro artista a se apresentar no espaço foi o cordelista Marcondes Leite, que enfatiza o evento como um ponto de encontro entre o seguimento cultural. “Encontramos no espaço da Quarta Cultural, parceiros da arte e cultura genuinamente nordestina e maranhense e entendemos que também é um espaço de divulgação e aproximação dos artistas populares”, disse.

A poetisa Nafris Bezerra conta que veio apreciar os artistas e acabou apresentando também alguns de suas poesias. Ela classifica a Quarta Cultural e o Cresol como um espaço de revelação do talento maranhense. “Vejo o Cresol não só como um centro de economia solidária, mas como um celeiro de novos artistas e reciclagem dos tradicionais”, disse.

Já Giovana Gomes, que também apreciou todos os talentos que se apresentaram no espaço, conta que o projeto é uma ótima forma de relaxar no fim do dia. “Esta é uma boa forma de encerrar o dia após uma longa rotina de trabalho. Música para os ouvidos é sempre bom”, relata.

Quarta Cultural

O projeto surgiu de uma demanda do Cresol em dar dinâmica para o espaço de formação, capacitação e comercialização de produtos de empreendimentos econômicos solidários. Iniciativa da atriz e produtora maranhense, Dayana Roberta, a Quarta Cultural oportuniza a exposição de trabalhos artísticos, com objetivo de aproximar a cultura e a arte das ações de economia solidária desenvolvida pelo Centro de Referência.

“As atrações artísticas atraem o público que consome os produtos comercializados no Cresol. Dessa forma, a Quarta Cultural fomenta o desenvolvimento da economia criativa e solidária entre artistas e os pequenos produtores”, destaca Dayana.

Segundo Nilce Cardoso, secretária adjunta de Economia Solidária, a ação tem o objetivo de dar visibilidade à cultura e aos artistas anônimos, que tenham uma linha de atuação com base nos princípios da economia solidária, que visa o conhecimento e desenvolvimento local. “O nosso propósito é, principalmente, dar visibilidade a cultura e aos artistas anônimos, que tenham uma linha de atuação com base nos princípios da economia solidária, que visa o conhecimento e desenvolvimento local”, explica a secretária.

Cresol

O Centro Estadual de Referência em Economia Solidária do Maranhão (Cresol), localizado na Rua de Nazaré, 173, Centro Histórico da capital, espaço integrado à Setres, visa a participação popular na implantação das políticas públicas de desenvolvimento de grupos produtivos econômicos solidários, por meio de um sistema de gestão compartilhada entre o poder público e a sociedade civil organizada.

Comentários

Comentários

Últimas notícias: