fbpx
25 C
Porto Velho
sexta-feira, 23 agosto 2019, 09:07
Site de apostas
Site de apostas
Site de apostas

Após outra chuva forte, GDF atua emergencialmente em Vicente Pires – Brasília

Desde as primeiras horas desta quinta-feira (16), técnicos de diversos órgãos do GDF, integrantes do Gabinete de Gestão de Risco instalado na Administração de Vicente Pires, vistoriam e atuam de forma emergencial nas principais vias do Setor Habitacional, após a chuva que atingiu o DF, no final da noite de quarta-feira (15).  “Logo após a precipitação, começamos a agir nos casos emergenciais, como atolamentos de veículos. Hoje, estamos atuando na raspagem e limpeza da marginal da EPTG, próximo ao viaduto Israel Pinheiro, e nas ruas 3, 3B, 4, 4B, 5, 6, 8 e 10, principalmente”, explicou o secretário de Obras do GDF, Izídio Santos. Serviços de tapa-buraco, na Avenida Contorno, na Colônia Agrícola Samambaia, também estão sendo realizados na cidade.




GABINETE DE GESTÃO DE RISCO

Em menos de 20 dias, essa é a segunda chuva forte que atinge o Setor Habitacional em um período no qual o índice pluviométrico é menor do que vem sendo registrado. O fato coincide com a implantação do Gabinete de Gestão Integrada na Administração Regional de Vicente Pires, composto por diversos órgãos do GDF, no início de maio, período da última chuva forte na região. “Com o Gabinete, em dez dias, conseguimos recuperar diversas vias de forma paliativa e, com o período seco dos últimos dias, novas frentes de trabalho para a pavimentação definitiva foram abertas. Alguns serviços terão de ser refeitos e os paliativos continuarão por quanto tempo for necessário”, afirmou Marcelo Galimberti, chefe da subsecretaria de Acompanhamento e Fiscalização de Obras do GDF e coordenador do Gabinete na Administração.

FIM DOS TRANSTORNOS

Além de ser condicionante para a regularização da região, ocupada de forma desordenada, o Governo reforça que somente com a conclusão das obras de infraestrutura, prevista para 2020, os problemas de alagamento e lama, no período de chuvas, e poeira, na época de seca, serão solucionados definitivamente. “Estas ações emergenciais são paliativas para garantir a mínima circulação dos carros e pedestres e tentar reduzir os transtornos para a população. Simultaneamente, estão sendo feitas as obras definitivas pelas empresas contratadas para execução dos serviços. E vamos estar aqui, do lado da população, até 2020, ou por quanto tempo for necessário, para minimizar os transtornos e intensificar ao máximo os serviços”, explicou Izídio.

“O Governo assumiu este desafio de melhorar a vida de mais de cem mil habitantes e, com a colaboração dos próprios moradores e comerciantes, mesmo com todos os transtornos, vamos chegar lá”, enfatizou o secretário de obras.

*Com informações da Secretaria de Obras

Últimas notícias: