fbpx
29 C
Porto Velho
quinta-feira, 23 maio 2019, 13:04

Casa das Rosas tem encontro para bate-papo ‘philopoético’ | São Paulo

Quem quer aprender mais e participar de um bate-papo cultural pode participar do encontro “O café das musas: Encontro Philopoético na Casa das Rosas”. O evento vai contar com um filósofo que vai falar da importância da poesia em seu pensamento e em sua prática disciplinar, e um poeta que vai fazer o inverso, discorrendo sobre o papel da filosofia em seu fazer poético.




O evento acontece na próxima quinta-feira (23), das 19h às 21h, e para participar basta fazer a inscrição online ou presencialmente, na recepção da Casa das Rosas. Há emissão de certificado digital aos participantes que assinarem a lista de presença.

Sobre os participantes

Contador Borges é poeta, filósofo, ensaísta e dramaturgo. É mestre e doutor em filosofia pela USP, pós-doutor em teoria literária pela Université Paris-Diderot, e em linguística pela USP. Publicou, entre outros, os seguintes livros: Angelolatria (poesia, 1997), Wittgeinstein! (teatro, 2007), Obsceno amor (teatro, 2013), Augustinas & Franciscanas, com desenhos de Francisco dos Santos (poesia, 2013), Lautréamont anacrônico (ensaio, 2015), O fim da beleza e o fascínio da morte (ensaio, no prelo), Sobre o êxtase: Bataille, o suplício e a mística (ensaio, no prelo), e Amadores, com desenhos de Francisco dos Santos (poesia, no prelo), entre outros. Traduziu, pela Iluminuras, Aurélia, de Gérard de Nerval (1991), O nu perdido e outros poemas, de René Char (1995) e A filosofia na alcova, do marquês de Sade, entre outros livros; e, pela Lumme Editor, De rerum natura, poema de José Kozer, com desenhos de Francisco dos Santos (2013).

Annita Costa Malufe é uma poeta e professora brasileira. Formada em jornalismo pela PUC-SP e é doutora em teoria literária pela Unicamp, onde estuda poesia contemporânea e filosofia. Obras publicadas: Um caderno para coisas práticas (Ed. 7Letras, 2016), Ensaio para casa vazia (Ed. 7Letras, 2016), Quando não estou por perto (Ed. 7Letras/Petrobras, 2012), Como se caísse devagar (Editora 34, 2008), Nesta cidade e abaixo de teus olhos (Ed. 7Letras, 2007), Fundos para dias de chuva (Ed. 7Letras, Coleção Guizos, 2004), Territórios dispersos: a poética de Ana Cristina Cesar (Ed. Annablume, 2006).

Simone Homem de Mello é autora e tradutora literária. Como tradutora, dedica-se à poesia moderna e contemporânea de língua alemã. De 2012 a 2014, dirigiu o Centro de Referência Haroldo de Campos – Casa das Rosas, em São Paulo. Desde 2011, trabalha como coordenadora do Centro de Estudos de Tradução Literária do museu estadual Casa Guilherme de Almeida, em São Paulo. Formou-se em Letras (Alemão, Inglês, Português) pela Universidade de São Paulo (USP), fez mestrado em Letras Anglo-Germânicas e Neolatinas na Universität zu Köln (Colônia / Alemanha) e doutorado na Pós-Gradução em Estudos da Tradução (PGET) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Últimas notícias: