fbpx
25 C
Porto Velho
segunda-feira, 17 junho 2019, 23:37
Site de apostas
Site de apostas

Vai se vacinar contra febre amarela? Doe sangue antes | São Paulo

Quem pretende se imunizar contra a febre amarela e também quer doar sangue, deve ficar atento. A febre amarela pode ser motivo de recusa temporária na triagem dos candidatos nos hemocentros.




Por isso, aqueles que receberam a vacina devem aguardar quatro semanas para doar sangue. Já quem esteve em região com surto de febre amarela e não foi vacinado deve esperar 30 dias.

Pessoas que contraíram a doença só estarão aptas a doar sangue seis meses após a recuperação completa (clínica e laboratorial).

Para que a coleta de sangue não caia por conta desses impedimentos, a Pró-Sangue recomenda que as pessoas façam a sua doação antes de se vacinar. A antecipação poderá salvar muitas vidas.

Saiba quais os requisitos para doação de sangue:

  • Estar em boas condições de saúde
  • Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, clique para ver documentos necessários e formulário de autorização
  • Pesar no mínimo 50 kg
  • Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas)
  • Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação)
  • Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social). Neste link é possível pesquisar os postos de coleta no Estado de São Paulo

Além da vacinação contra a febre amarela, há outros impedimentos temporários:

  • Estar resfriado: aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas
  • Durante a gravidez
  • Após o parto: 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana
  • Durante a amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses)
  • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação
  • Tatuagem nos últimos 12 meses
  • Situações nas quais há risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses
  • Ter visitado os seguintes estados: Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins. São áreas onde há alta prevalência de malária. É necessário aguardar 12 meses.

Há ainda condições que impedem definitivamente alguém de doar sangue, como ser usuário de drogas ilícitas injetáveis e ter tido malária. Há ainda outras situações:

Casos de hepatite
Hepatite após o 11º aniversário: recusa definitiva; Hepatite B ou C após ou antes dos 10 anos: recusa definitiva; Hepatite por medicamento: apto após a cura e avaliado clinicamente; Hepatite viral (A): após os 11 anos de idade, se trouxer o exame do diagnóstico da doença, será avaliado pelo médico da triagem.

Doenças infecciosas
Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: hepatites B e C, Aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas.

Os intervalos para doar sangue variam. Homens devem aguardar 60 dias (máximo de 4 doações nos últimos 12 meses). E mulheres precisam aguardar 90 dias (máximo de 3 doações nos últimos 12 meses). Veja mais informações sobre doação de sangue no site da Fundação Pró-Sangue.

Últimas notícias: