fbpx
30 C
Porto Velho
domingo, 17 novembro 2019, 16:02
Site de apostas
Site de apostas
Site de apostas

Membros de facção criminosa são condenados por assassinato em Ariquemes

[bloqueador2]

O Tribunal do Júri realizado nessa segunda-feira (27) em Ariquemes condenou três réus membros de uma facção criminosa por assassinar um adolescente de outra facção rival.

Os réus, Roger Alexandre Januário Figueiredo, Wesley Azevedo da Silva e Romualdo Parente Santos foram considerados culpado pelos jurados por matar o adolescente, Rafael Rosa Barros de 17 anos. O crime aconteceu no dia 17 julho de 2018 no Bairro Jardim Zona Sul, em Ariquemes. 

De acordo com a acusação, a Polícia Civil interceptou uma conversa telefônica de Romualdo Parente que pertence à facção criminosa Comando Vermelho – CV e estava preso no presídio em Ariquemes, onde ordena a Roger Alexandre a morte de membros do Primeiro Comando da Capital – PCC. 

Ainda de acordo com a denuncia, os réus Roger Alexandre e Wesley Azevedo juntamente com dois menores de idade, um de 16 e o outro de 17 anos a mando de Romualdo Parente todos integrantes da facção criminosa Comando Vermelho, foram atrás de uma vítima apontada para morrer, mas como não conseguiu localizá-la, acabaram executando Rafael Barros com cerca de oito tiros. Rafael e a outra vítima marcada para morrer andavam juntos e pertenciam à facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). 

Os réus foram condenados pelos crimes de homicídio qualificado e corrupção de menores. 

O juiz Alex Balmant da 1º Vara Criminal que proferiu a sentença destacou que o crime foi cometido em busca de poder e provocação ao outro grupo rival. – A culpabilidade do agente merece grau de censura maior do que aquele próprio do tipo, pois o fato foi cuidadosamente planejado em concurso com inúmeros comparsas. Agiu de forma articulada e pensada, com absoluta frieza emocional, determinação e certeza, assassinando um adolescente, assumindo o papel inverso do herói, tendo na sua conduta a fantasia psicótica de fazer justiça privada em nome da facção criminosa denominada Comando Vermelho, visando, ao que tudo indica demonstrar poder e provocar a reação de outro grupo criminoso (Primeiro Comando da Capital – PCC), a fim de ocupar esse espaço dentro das “gangues prisionais”.

Romualdo Parente Santos foi condenado a 30 anos e 6 meses de prisão; Roger Alexandre Januário Figueiredo a 29 anos e 6 meses e Wesley Azevedo da Silva a 30 anos e 6 meses. Todos em regime inicial fechado. Apesar da sentença, os réus poderão recorrer da sentença.



Fonte: Jornalrondoniavip 

[/bloqueador2]

Últimas notícias: