fbpx
25 C
Porto Velho
quarta-feira, 17 julho 2019, 03:02
Governo de Rondônia
Site de apostas
Site de apostas

CRE sabatina indicados para embaixadas do Brasil em Portugal e França

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) sabatina na quarta-feira (19) os diplomatas Carlos Alberto Simas Magalhães, indicado para o cargo de embaixador do Brasil em Portugal; e o diplomata Luís Fernando de Andrade Serra, indicado para a embaixada do Brasil na França e Principado de Mônaco. A reunião tem início às 10h, na sala 7 da ala Alexandre Costa.




Como primeiro-secretário, Carlos Alberto Simas Magalhães serviu nas embaixadas em Washington (1979-82); La Paz (1982-85) e Paris (1985-87). Como conselheiro, serviu na missão junto à Organização dos Estados Americanos (OEA), de 1991 a 1994. Como ministro-conselheiro, atuou na missão permanente em Genebra (1997-2001). Foi cônsul-geral em Montevidéu (2012-14) e embaixador em Rabat (2003-2008), Varsóvia (2008-2012) e, desde 2017, Assunção. Em 2000, foi representante alterno do Brasil junto à Organização Mundial de Comércio (OMC), em Genebra, e coordenador-geral das negociações Mercosul-União Europeia, em 2001. A indicação é relatada pelo senador Major Olímpio (PSL-SP).

Entre as funções desempenhadas na chancelaria por Luís Fernando de Andrade Serra, destacam-se a de assessor e chefe substituto da Divisão da África I (1984/86); assessor e substituto do secretário de Controle Interno (1986-88); e subchefe da Secretaria de Relações com o Congresso (1994-96). No exterior, exerceu, entre outros, os cargos de conselheiro na embaixada em Paris (1991-94); ministro-conselheiro e encarregado de negócios na embaixada em Bonn (1996-2000); ministro-conselheiro e encarregado de negócios na embaixada em Berlim (2000-03); embaixador em Acra (2006-11); embaixador cumulativo em Uagadugu (2006-08); embaixador em Singapura (2011-16); e, desde 2016, embaixador na Coreia do Sul. A indicação é relatada pelo senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

Abin

Após as sabatinas, deverá ser lido o relatório da indicação de Alexandre Ramagem Rodrigues para o cargo de diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). A indicação é relatada pelo senador Antonio Anastasia (PSDB-MG). Após a leitura, será concedida vista coletiva ao relatório, conforme estabelece o artigo 383 do Regimento Interno do Senado Federal.

Alexandre Ramagem Rodrigues assumiu, em 2018, a Coordenação de Recursos Humanos da Polícia Federal, na condição de substituto. Ainda no ano passado, assumiu a Coordenação de Segurança do então candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro. Além de atuar como professor da Academia Nacional de Polícia, desde 2012, também participou da coordenação de grandes eventos, como a Conferência das Nações Unidas Rio+20 (2012), a Copa das Confederações (2013), a Copa do Mundo (2014) e as Olimpíadas do Rio (2016).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Últimas notícias: