Contra a vontade popular rondoniense; Confúcio votou contra decreto de armas e Acir não votou

[bloqueador2]

O senador Confúcio Moura , filiado ao MDB, partido com vários investigados na Lava Jato, ex-governador na qual a sua cidade Ariquemes teve uma explosão de violência a época de seu governo, foi a contra a a maioria da vontade popular rondoniense que disse não ao estatuto do desarmamento em 2005.

Acir Gurgacz (PDT) não apareceu na votação, segundo a sua assessoria de imprensa, Acir estava no Hospital São Lucas no Paraná passando por procedimentos médicos. O Hospital São Lucas da família do senador, é o mesmo hospital quando em outubro de 2018 tentou se refugir da Justiça para não ir pra cadeira após uma ordem de prisão do Supremo Tribunal Federal por crimes contra o sistema financeiro.

Já o senador Marcos Rogério (DEM/RO) votou a favor do decreto.

O decreto de armas de Bolsonaro foi derrubado pelos senadores nessa terça-feira (18) por 47 votos a 28. Fonte: Rondoniavip

[/bloqueador2]