Gómez projeta time forte mesmo com rodízio: Jogue quem jogue o Palmeiras tem uma identidade | Palmeiras

[bloqueador2]Mostrando confiança em bom resultado no clássico, zagueiro diz que o Verdão adquiriu uma forma consistente de jogar independente de nomes. DivulgacaoEscolhido para conceder entrevista coletiva antes do treino de sexta-feira, o zagueiro Gustavo Gómez falou sobre a possibilidade admitida pelo técnico Luiz Felipe Scolari do Palmeiras disputar o clássico de amanhã contra o São Paulo sem força máxima, já que na quarta-feira da semana que vem o time decidirá uma vaga na semifinal da Copa do Brasil contra o Internacional. Para o paraguaio, independente da formação que o treinador escalar o Verdão estará bem representado e forte. "Amanhã é um jogo importante, um clássico, mas esse é o trabalho do Felipão. Ele tem 30 jogadores disponíveis. Ele vai fazer o melhor. Se ele não quiser trocar o time, todos nós estamos disponíveis. É um clássico, todos querem jogar, mas quem decide é o professor" comentou o camisa 15. Mais que 11 jogadores, Gómez acredita que o esquema tático é o "segredo" da boa fase alviverde: "Estamos muito bem, estamos treinando da mesma forma. Ano passado aconteceu assim, professor trocava muito e conseguimos ganhar o Brasileiro, que é muito importante. Esse ano também acho que será igual. Jogue quem jogue o Palmeiras tem uma identidade, e não importa se joga time A, B, ou C, o time joga sempre da mesma maneira". Por fim, o defensor falou sobre o adversário: "Já enfrentamos o São Paulo nesse ano, tem jogadores de nível, de nome, foram jogos difíceis, mas estamos focados em fazer um grande jogo. Temos 30 jogadores de muita qualidade e Deus queira que amanhã seja um jogo muito favorável ao Palmeiras".

Fonte: www.verdao.net/noticia.php?n=23912

[/bloqueador2]