fbpx
24 C
Porto Velho
terça-feira, 19 novembro 2019, 06:31
Site de apostas
Site de apostas
Site de apostas

Arriscar em novos investimentos saindo do convencional pode dar certo. Veja como

Conheça diferentes tipos de investimentos que trazem as maiores rentabilidades

Apostar em investimentos certeiros que trarão maior rentabilidade é o sonho de qualquer brasileiro, não é mesmo? Com o passar dos anos, a população está buscando se informar cada vez mais sobre o assunto, para, assim, conhecer outras formas de aplicar seu dinheiro, além da tradicional poupança.

Neste artigo explicaremos a importância de arriscar em novos investimentos, e quais são eles. Então, se você está considerando ter uma renda extra por meio de aplicações, está no lugar correto! Preste atenção em todas as informações e coloque-as em prática!

Por que é tão importante investir?

Quando um dinheiro guardado é bem investido, ele resulta, principalmente, em uma renda extra que pode fazer diferença em algum momento. Por mais que essa renda inicial seja mínima, ter um dinheiro a mais só traz vantagens.

Sabe o seu grande sonho? Viagem internacional, carro ou casa nova, entre outros. Ao investir, ele pode se tornar realidade. Com hábitos corriqueiros de poupar e investir, as chances de alcançar os objetivos são mais altas.

Quais são os principais investimentos?

Veja abaixo quais são os principais investimentos presentes no país que trarão maior rentabilidade a seu dinheiro.

Tesouro Direto

O Tesouro Direto pode ser entendido como um programa criado para negociar títulos públicos por meio da internet. Recomendado para pessoas físicas, esse tipo de aplicação possui características de investimento de risco baixo.

Com o Tesouro Direto, o rendimento é próximo a 100% do CDI (Certificados de Depósito Interbancário).

CDB (Certificado de Depósito Bancário)

A sigla CDB significa Certificado de Depósito Bancário, sendo também um investimento de renda fixa com baixo risco de perdas. Sua emissão ocorre pelos bancos com o intuito de captar recursos para suas atividades.

As pessoas físicas que apostam no CDB estão, basicamente, emprestando dinheiro ao banco, que agregará em alguma remuneração. Do outro lado, os bancos utilizam desses investimentos captados para realizar empréstimos aos clientes.

Quando o CDB é pós-fixado, sua liquidez pode variar, sendo diária ou não. O valor pode ser resgatado a qualquer momento pelo dono. Uma vantagem é que o investidor receberá o percentual do CDI mesmo que retire o valor antes da data de vencimento previamente estabelecida.

LCI e LCA (Letras de crédito isentas do Imposto de Renda)

As Letras de Crédito isentas do Imposto de Renda é um título de renda fixa estabelecido por bancos, mas lastreado por empréstimos imobiliários.

Assim como outros títulos, sua rentabilidade pode ser pré-fixada ou pós-fixada. Em resumo, isso significa que o dono do valor vai saber quanto vai receber a mais ou se esse valor agregado vai variar de acordo com os juros praticados no mercado.

No geral, LCI e LCA são pós-fixados, ou seja, o investidor terá um retorno flutuante.

LC (Letras de câmbio)

Letras de Câmbio também são títulos de renda fixa. Sua oferta ocorre por meio de sociedades de crédito, conhecidas popularmente como Financeiras. Nesse tipo de sociedade o emitente é o devedor, o beneficiário é a pessoa física ou jurídica que investe o seu dinheiro, e, por último, o aceitante é a financeira.

Diferentemente dos outros, é preciso que você tenha um capital inicial alto para começar a investir, o recomendado é que a primeira aplicação mínima seja de R$ 30 mil. Apesar de ser estabelecido um prazo nesse tipo de título, você pode resgatar parte do valor a qualquer momento.

Fundos de Renda Fixa

Nos Fundos de Renda Fixa diversos títulos públicos e privados são ofertados, compondo um investimento composto por diversos produtos. Isso implica em um título dinâmico, que utiliza da ajuda de uma instituição financeira para se adaptar ao mercado.

Isso resulta na vantagem do investidor estar disposto sobre distintos ativos, sem ter que, necessariamente, comprá-los. Assim, os riscos e o aporte mínimo são diminuídos, abrindo possibilidades para começar a investir, justamente pela presença dessa instituição que busca sempre pelos melhores resultados.

Por que não consideramos a poupança?

Apesar de a poupança ser a forma de investimento mais conhecida pelos brasileiros, ela possui algumas desvantagens. A principal dela é que o seu rendimento é super baixo, sendo menor do que a inflação, chegando a render apenas um mês após do depósito de algum valor.

Além disso, não é um investimento vantajoso a curto prazo. Explicaremos o porquê. Se está pensando em poupar durante três meses, por exemplo, o dinheiro a mais que você receberá ao final será praticamente o mesmo. E isso independe do valor inicial depositado.

Somando a essas desvantagens, a poupança permite que o dono saque o dinheiro a qualquer momento, o que é péssimo para quem tem dificuldade em economizar, pois o dinheiro estará ali fácil para utilizar.

Agora que você já conhece novos investimentos, que tal arriscar e acumular ainda mais bens? Chegou a hora de efetivar todos os planos que estão somente na cabeça!

Últimas notícias: