fbpx
23 C
Porto Velho
sexta-feira, 06 dezembro 2019, 07:29
Site de apostas
Site de apostas
Site de apostas

4 hábitos úteis para quem quer trabalhar com mais praticidade e melhor desempenho

Manter uma boa eficiência produtiva requer planejamento e descanso sob medida, além de deixar alguns paradigmas para trás 

Um dos objetivos de qualquer profissional, independentemente do ofício ou setor em que está inserido, é manter um bom nível de desempenho, buscando sempre aumentar a eficiência para, assim, se destacar e progredir na carreira.

Muitas são as dicas para quem deseja desenvolver melhor a própria produtividade, indo desde o uso de roupas confortáveis para trabalhar até a adaptação a uma rotina mais saudável. 

Entretanto, diversos trabalhadores aplicam grande parcela de suas energias somente em ocasiões que correspondem às relações profissionais, deixando, muitas vezes, de pensar na própria saúde e qualidade de vida, o que pode comprometer momentos com a família, amigos e até mesmo particulares.

Não se pode confundir produtividade com o fato de estar constantemente ocupado desempenhando diversas tarefas. Ao contrário, o alto desempenho associa-se também com descanso, lazer e, sobretudo, equilíbrio.

Neste artigo, você vai conferir alguns truques diários para minimizar o cansaço e aumentar a capacidade. Afinal, não há nada melhor do que sentir a sensação de dever cumprido — e bem feito — ao final do dia.

Planejamento é a chave

Traçar a programação prévia do seu dia é essencial para organizar e distribuir melhor as tarefas, concebendo prioridades e dividindo melhor o tempo aplicado em cada função.

A cena é típica: você acorda cansado e atrasado, se arruma correndo e, sem nem tomar um café da manhã, sai rapidamente para o trabalho. Começar a jornada cotidiana assim não é, convenhamos, a melhor e mais sensata maneira para atingir bons resultados ao longo do dia.

Por isso, analise sua semana e crie um cronograma detalhado, incluindo adversidades comuns, como engarrafamentos e chuvas. Aproveite para definir a hora de deitar e levantar, pensando em uma média de sono regular — entre sete e oito horas diárias.

É importante, nessa etapa, notar os momentos em que sente os picos de produtividade, tanto os altos como os baixos, esquematizando suas tarefas de acordo com os horários indicados.

Reconheça os ladrões de tempo e atenção

Decerto, os progressos técnico-científicos, com destaque para o celular, trouxeram uma série de avanços positivos para a humanidade, alterando estruturas e relações sociais, compreendendo diversas melhorias.

Porém, é preciso salientar também alguns aspectos negativos desse impacto tecnológico. A produtividade em ambientes de trabalho é exemplo clássico: redes sociais, aplicativos, jogos e chats geram um excesso de informações que, úteis ou não, se renovam a cada atualização no feed ou clique na tela.

Esses dados, entretanto, podem se tornar poderosos vilões quando mal administrados. O acesso a essas ferramentas em horário de trabalho, além de impróprio, rouba preciosas horas que poderiam ser utilizadas para o desenvolvimento e realização de variadas atividades.

Por isso, o ideal é conectar-se apenas em horários pré-definidos, como almoço e pausa para o café, mantendo sempre uma pontual disciplina. Aplicar filtros de controle sobre aplicativos, desativando notificações e alertas, é uma ótima medida para melhorar o desempenho.

Foco em cada uma das etapas

Ao contrário do que alguns propagam, realizar diversas funções ao mesmo tempo não é sinônimo de produtividade e alta eficiência. O fato foi, inclusive, testado cientificamente: de acordo com estudo realizado pela Harvard Business Review, a prática de múltiplas tarefas resulta em 40% de queda na produtividade, além de um acréscimo de 10% no nível de estresse.

O cérebro humano não distribui de forma igualitária a concentração, deixando, em casos como o indicado, algumas atividades em segundo plano. Assim, determinados afazeres acabam sendo prejudicados e mal realizados, mesmo que a intenção seja de melhorar a eficácia.

Vale apontar que o intelecto humano só consegue executar duas funções ao mesmo tempo quando combinamos uma atividade cognitiva com outra física — correr escutando música, por exemplo. Dessa maneira, seguindo o planejamento citado, organize seu tempo para conseguir realizar uma tarefa de cada vez. 

Durma bem e reserve um tempo para você

Lembre-se sempre de que o descanso é fundamental para manter uma boa qualidade de vida. Por isso, priorize, na mesma intensidade, os momentos de trabalho e de relaxamento.

Uma noite mal dormida, por exemplo, é sinônimo de baixo rendimento no dia seguinte. O organismo humano necessita naturalmente de descanso para produzir determinados hormônios, regular atividades metabólicas e recarregar as energias.

Uma noite de sono considerada ideal é aquela que atinge 5 ou 6 ciclos de sono profundo — um ciclo integral possui, em média, cerca de 90 minutos. Portanto, o recomendado é ter de sete e meia a nove horas de descanso por dia.

Aqui, vale ressaltar a carência psicológica do lazer. Sair com amigos, familiares e parceiros, curtindo momentos descontraídos é fundamental para aliviar a pressão caótica do cotidiano. Reservar horários durante a semana — não somente durante folgas — para a prática de hobbies e atividades particulares auxilia muito para o desestresse e, consequentemente, para a melhor eficiência diária.

Últimas notícias: