fbpx
23 C
Porto Velho
sábado, 30 maio 2020, 09:04
Site de apostas
Site de apostas
Site de apostas

Luca Moreira entrevista nutricionista sobre causas de morte relacionadas à anorexia

Quando você está passando no feed do Instagram ou navegando nos sites de mídia e famosos, pode até não perceber a maneira como aquela imagem influência uma pessoa de certo modo, porém para alguns olhares, a imagem pode ser impactante. Nesse caso estamos falando da atração, que segundo alguns especialistas da área médica, apontam como um dos causadores de transtornos alimentares, ou como é mais conhecida anorexia. Não é preciso mergulhar muito a fundo nos sites de pesquisa e especializados em saúde para saber os problemas que essa doença pode trazer e o quão fatal ela é. A todo momento ouvimos histórias de pacientes que sofreram com distúrbios, tanto na vida real como na ficção, como retratado no filme O Mínimo para Viver” ( To the Bone ) exibido na Netflix.

A história da trama gira em torno de uma jovem (Lily Collins) que está lidando com uma anorexia. Sem perspectivas de se livrar da doença e ter uma vida feliz e saudável. Porém, quando ela encontra um médico (Keanu Reeves) não convencional que a desafia a enfrentar sua condição e abraçar a vida.https://youtu.be/aXS2taIXXQA

O mundo está cheio de casos assim, e o que mais nos perguntamos é como podemos ajudar essas pessoas e qual é o método de atendimento e tratamento dessa doença. A própria atriz que interpretou a protagonista do filme já revelou em publicações como a VOGUE que também já passou por esse caso na vida real.

Em entrevista ao LM, o nutricionista Ricardo Moura comenta desde o começo quando o indivíduo contrai a doença até o seu tratamento.

O que leva uma pessoa a contrair essa doença?

Anorexia é um tema bem complexo e muito importante de ser tratado. Nos dias de hoje as pessoas vêm sempre buscando cada vez mais a estética, sempre querendo ter aquele padrão de beleza, ter aquele padrão magro, ser igual as pessoas famosas, o padrão da alta sociedade e acabam designando que um tipo de corpo é o padrão para todos. A anorexia vem caminhando junto com esse tema no passar do tempo. Ela é um transtorno alimentar que é quando a pessoa começa a enxergar o seu corpo de uma maneira distorcida, de uma maneira que não é o que está acontecendo na prática.

Isso pode vir a acarretar diversos problemas, mais como ele é originado: muito pela influência do meio, das pessoas com quem convive pelos padrões de beleza estabelecidos, pela sociedade de hoje em dia, onda há um culto ao corpo magro e ao corpo atlético. As pessoas acabam se cobrando muito pelo peso, por essa estética e obtêm uma outra imagem de si próprio.

Isso vai acarretando diversos problemas como dietas muito restritas. As pessoas acabam buscando outras maneiras de exercícios físicos mais exaustivos. Existem os relatos de pessoas que comem apenas para terem o prazer de comer e depois acabam induzindo o vômito para expulsar essas refeições, e o que acontece na maioria das vezes também, as pessoas utilizam remédios para emagrecer, isso também é um sinal de anorexia.

Quais os cuidados e como os médicos devem abordar o tratamento com os pacientes?

O tratamento acaba que é um pouco mais psicológico do que necessariamente nutricional, principalmente no ponto de vista do nutricionista. Ele está ali para auxiliar, para você ter as opções, para auxiliar no lado mental também do prazer da comida e do quanto ela vai fazer bem para o seu corpo. Acho que o importante desse tratamento para a pessoa com anorexia é ter uma consulta e um atendimento multidisciplinar, envolvendo médicos e psicólogos, porque são diversos fatores que estão associados a anorexia, então é sempre bom a gente trabalhar tanto com o lado alimentar e nutricional como pelo lado psicológico, que também é extremamente importante.

A anorexia ela trata muito da fisiologia, então quando a pessoa acaba contraindo essa doença, se torna muito complicado, o metabolismo dela começa ter diversas alterações, então causa enfraquecimento dos ossos e dos músculos, arritmia, convulsão, pode acarretar diversos problemas por mudanças metabólicas como por hormonais.

Últimas notícias: