fbpx
33 C
Porto Velho
terça-feira, 20 outubro 2020, 18:13
Site de apostas
Site de apostas

Promovido a auxiliar de Sá Pinto, Alexandre Grasseli fará a ligação entre a base e o profissional |

Ricardo Sá Pinto já chegou ao Vasco e se apresentou oficialmente ontem (16). Mas amanhã (18), às 18h15, no Beira-Rio, contra o Internacional, Alexandre Grasseli seguirá no comando da equipe interinamente. Técnico de bons resultados no sub-20, ele foi promovido a auxiliar dos profissionais pela diretoria e agora terá a missão de ser o “traço de união Brasil-Portugal”, conforme diz o hino do clube, com o comandante lusitano. Com as demissões de Ramon Menezes e dos auxiliares brasileiros Thiago Kosloski e Junior Lopes, além do preparador físico Léo Cupertino, caberá a Grasseli dar o panorama do que Sá Pinto terá em mãos a partir da semana que vem. Sua despedida do sub-20, na última quarta-feira (14), aliás, foi com chave de ouro, conquistando de maneira invicta o título da Taça Guanabara. “Foi muito especial [último jogo ser coroado com um título]. Só tenho a agradecer realmente às pessoas que acreditam no trabalho, à diretoria. Pessoas que acreditam na sinceridade do dia a dia, porque nós acreditamos no Vasco, e eu tenho certeza que vamos levar essa energia positiva, somar à energia positiva que já tem lá [no futebol profissional] e procurar seguir os caminhos da vitória lá também”, destacou à Vasco TV. Já convivendo com os jogadores do profissional desde a semana passada, quando foi derrotado pelo Flamengo por 2 a 1, Grasseli projetou o confronto com o Internacional, enalteceu o bom ambiente de seus novos atletas e se colocou a disposição de Sá Pinto: “Uma semana que antecede o Internacional, difícil, como tem sido todas as semanas aqui, mas com um tempo para trabalhar. Quero também, desde já, dizer a felicidade que está sendo e o quão está sendo bom o ambiente que os jogadores estão proporcionando a mim nesse período de trabalho. Tem uma comissão técnica para chegar. Com todo respeito àqueles que estão chegando, vamos estar aqui para contribuir, sempre disponível para o trabalho do Vasco estar cada vez mais alto, mais vencedor e mais competitivo.” Elo entre a base e o profissional Além de ajudar Ricardo Sá Pinto e trabalhar em conjunto com o auxiliar português Rui Mota, Grasseli será o elo de ligação entre as categorias de base e o profissional, algo que, na leitura interna, ainda pode evoluir. Gerente de futebol da base que se tornou uma unanimidade entre torcedores e correntes políticas adversárias, Carlos Brazil admitiu — em resposta a um seguidor no Twitter — que Grasseli poderá ser uma peça importante neste processo:

Esse é um dos objetivos. Melhorar o diálogo. Transição base/profissional é um problema do futebol brasileiro. Matéria que me deu conteúdo p um dos meus TCC’s. Existem inúmeras razões. No Vasco, considero que já melhorou bastante, mas temos que avançar mais.

— Carlos Brazil (@carlosbrazil8) October 15, 2020 Já conhece a garotada Graduado em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa, com especialização em treinamento esportivo pela Universidade Federal de Minas Gerais, Alexandre Grasseli, de 46 anos, possui Licença A no curso de treinadores da CBF e comanda o sub-20 desde o segundo semestre do ano passado, quando foi vice-campeão na Copa RS e chegou às quartas de final da Copinha. Antes, porém, já havia passado pelo Vasco, mas na função de coordenador-técnico da base do sub-15 ao sub-20, experiência que o fez conhecer todos estes pratas da casa que hoje já estão no profissional, casos de Talles Magno, Vinícius, Bruno Gomes, Juninho, Cayo Tenório, Miranda, Ulisses, entre outros. Comunicativo Quem convive com Alexandre Grasseli no sub-20 o considera uma pessoa comunicativa, que está sempre conversando e incentivando os meninos da base, um perfil diferente do seu antecessor, Marcos Valadares, que era mais introspectivo e deixou o clube em 2019 rumo ao Atlético-MG. Experiência no profissional Grasseli já carrega consigo uma experiência no futebol profissional. Como auxiliar, trabalhou no Cruzeiro e no Sport. Já como treinador, dirigiu Tupi (MG), Nacional (MG), Atlético Petróleo de Luanda (Angola) e Rio Branco (ES). Auxiliar de Grasseli vira técnico do sub-20 A promoção de Alexandre Grasseli ao profissional proporcionou um efeito cascata que fez com que seu então auxiliar, Diogo Siston, fosse promovido a condição de treinador do sub-20. Siston é conhecido do torcedor, já que é ex-meia revelado pelo clube na mesma geração de Bóvio e Botti, e que atuou no profissional do Cruz-Maltino entre 2001 e 2003. Desde o ano passado, ele desempenha a função de auxiliar-técnico do sub-20 do Vasco e, em 2020, chegou a comandar a equipe da categoria no Campeonato Carioca, enquanto os titulares jogavam o Campeonato Brasileiro. Sua formação é interessante, com passagens pelas divisões de base do Barcelona (ESP). Alexandre Grasseli era técnico do sub 20 do Vasco e foi promovido: agora será auxiliar de Sá Pinto no profissionalAlexandre Grasseli era técnico do sub-20 do Vasco e foi promovido: agora será auxiliar de Sá Pinto no profissional Fonte: UOL

Fonte: www.netvasco.com.br/n/257536/promovido-a-auxiliar-de-sa-pinto-alexandre-grasseli-fara-a-ligacao-entre-a-base-e-o-profissional

Site de apostas

Últimas notícias: