Home / Rio Grande do Sul / Maioria das Bolsas da Europa fecha em alta com petróleo e Itália

Maioria das Bolsas da Europa fecha em alta com petróleo e Itália

Os mercados acionários da Europa fecharam em alta nesta terça-feira, à exceção de Madri, influenciados tanto pela forte alta do petróleo, que impulsiona empresas do setor, quanto pelo maior otimismo com a discussão orçamentária na Itália. O índice Stoxx-600 registrou alta de 0,46%, aos 383,89 pontos.
Em Londres, o índice FTSE 100 fechou com ganho de 0,66%, aos 7.507,56 pontos, em seu maior nível desde 30 de agosto e terminou acima de 7.500 pontos pela primeira vez em três semanas. “O FTSE 100 teve melhor desempenho na Europa graças à sua exposição relativamente alta a estoques de energia e mineração”, comentou David Madden, da CMC Markets.
“A Royal Dutch Shell (+2,27%) e a BP (2,91%) ajudaram o índice devido à alta dos preços do petróleo”, acrescentou. Na segunda, o petróleo bruto Brent atingiu seu nível mais alto em quatro anos, e valor do barril chegou a superar US$ 82 nesta terça-feira, enquanto os investidores continuaram a digerir a decisão dos países-membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e de outros produtores de não aumentar a produção global.
Entre os destaques, as ações da varejista Next lideraram os ganhos, com alta de 7,69% na Bolsa de Londres, depois que a empresa relatou aumento de 0,5% no lucro do primeiro semestre e uma decisão de elevar sua projeção para o ano.
Na Itália, o FTSE MIB, de Milão, subiu 1,54%, aos 21.668,99 pontos, apoiado pelo otimismo nos mercados de que a administração apresente uma proposta de orçamento com um déficit contido.
Segundo analistas do Rabobank, o catalisador do movimento é o otimismo sobre a perspectiva orçamentária, após o jornal local La Stampa informar que o governo busca um déficit equivalente a 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB), dentro da meta da União Europeia (UE).
Perto do fim do pregão, no entanto, as bolsas europeias perderam força depois que Volker Kauder, principal aliado da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, perdeu inesperadamente a votação para ser o líder de seu grupo parlamentar conservador no Parlamento alemão. O DAX, da Bolsa de Frankfurt, oscilou com a informação mas encerrou as negociações em alta de 0,19%, aos 12.374,66 pontos.
Já o CAC 40, de Paris, encerrou as negociações em alta de 0,05%, aos 5.479,10 pontos, enquanto o PSI 20, de Lisboa, avançou 0,55%, aos 5.391,17 pontos. O Ibex 35, de Madri, por outro lado, recuou 0,20%, aos 9.439,60 pontos.