sexta-feira, 23 julho, 2021

Empresa causa polêmica ao oferecer serviço de diaristas nuas


A empresa britânica “Naturist Cleaners” tem causado polêmica no Reino Unido por recrutar apenas diaristas que aceitem fazer o trabalho de limpeza completamente sem roupas.
A companhia naturista foi criada por Laura Smith, após trabalhar por algum tempo como diarista. Em entrevista ao jornal “El País“, a criadora do negócio contou que, certo dia, um cliente perguntou se ela se importava que ele estivesse nu enquanto limpava a casa.

De acordo com Smith, o homem explicou que era naturista e preferia não ter de se vestir durante as três horas que a diarista estivesse em sua residência. Após aceitar o pedido, a experiência despertou seu interesse pelo naturismo.

A empresa busca 'diaristas responsáveis e flexíveis, sem importar a idade ou a aparência'

Créditos: Reprodução / Naturist Cleaners

A empresa busca ‘diaristas responsáveis e flexíveis, sem importar a idade ou a aparência’

“Não conhecia esse mundo. Comecei a pesquisas e vi que era uma comunidade grande, internacional e muito interessante. Por que teriam de se vestir enquanto lhes limpavam a casa? Depois, pensei que seria interessante que a pessoa que limpa pudesse estar nua também”, conta.
Assim nasceu a “Naturist Cleaners”, com sede em Londres, que recruta diaristas pela internet para trabalharem por hora em casas particulares do Reino Unido vestidas somente com luvas e chinelos.
Com foco em clientes naturistas, a empresa cobra 65 libras (R$ 260) a primeira hora e 55 libras (R$ 223) as seguintes. E as regras são claras: não pode tocar ou tirar fotos e vídeos. O serviço também oferece funcionárias vestidas, que aceitam que o cliente esteja nu enquanto trabalham, por menos da metade desse preço.
A criadora garante que é um negócio destinado à comunidade nudista e que há proteções para evitar mal-entendidos. “Deixamos claro aos clientes que não oferecemos outras coisas”, explica.
“O preço é bem mais alto que o de uma limpadora convencional. Desse modo tentamos evitar que as pessoas experimentem por diversão. Queremos clientes que compreendam a ideia do naturismo. De todo modo, treinamos as diaristas para detectarem perigos quando chegam na casa, antes de ficarem nuas”, ressalta Smith.
Segundo o site, a companhia busca “diaristas responsáveis e flexíveis, sem importar a idade ou a aparência” e também homens, embora as fotos divulgadas sejam de mulheres e os textos estejam dirigidos a elas.
Fonte: Catraca Livre